Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Irmã Ivone Leonor realiza profissão perpétua em celebração presidida por Dom Santiago

Na noite desta quarta-feira (06/02), aconteceu a solenidade da Profissão Perpétua de Irmã Ivone Leonor da Silva Herbert, pertencente à congregação das Irmãs Missionárias Agostinianas Recoletas. A celebração teve início às 19h, sendo realizada na Paróquia Nossa Senhora das Graças, presidida por Dom Santiago Sanchez, Bispo da diocese de Lábrea, concelebrada por Dom Sergio Castriani, Arcebispo Metropolitano de Manaus e pelo Pe. João Cruz, pároco da Paróquia de Santa Rita, localizada no bairro da Cachoeirinha.

Após a procissão de entrada, o rito iniciou com a leitura do Ofício, enviado pela Irmã Nieves Maria Castro Pertiñez, Superiora Geral da Congregação das Missionárias Agostinianas Recoletas que foi realizada pela Irmã Marlene Valani. O rito de Profissão Perpétua, onde a irmã se consagra definitivamente a Deus para servir melhor aos irmãos, começou logo após a homilia realizada por Dom Santiago. No rito o bispo interroga a irmã diante da assembleia e logo depois tem inicio a ladainha de todos os santos e logo na sequência é realizada a Profissão de Fé.

Terminada a Profissão, a Irmã assinou o documento oficializando todo o rito que finaliza com o abraço de seus familiares e de toda a comunidade. “Sou filha aqui do bairro onde cresci e descobri minha vocação, realizando minhas primeiras missões aqui, agora retorno para Lábrea, onde vou dar continuidade ao meu serviço missionário com as comunidades ribeirinhas, pois eu trabalho na Pastoral das Curvas (por causa do Rio Purus) e também visitando as famílias porque meu perfil e meu forte é estar no meio dos pobres, evangelizando e levando a Palavra de Deus àqueles que estão desamparados”, disse a Irmã.

Dom Santiago não escondia a alegria de estar participando desta solenidade da Irmã Ivone, tanto é que esteve presente nas celebrações nos três dias do tríduo que antecederam os votos perpétuos. Mas felicidade mesmo esta dona Helena Weeks, mãe de criação que estava muito emocionada, vendo o sonho da filha sendo realizado. “Na minha juventude desejava ser freira, mas fiquei muito feliz quando Ivone veio me falar dessa vocação dela e o desejo de ser freira que prontamente eu apoiei pois desde cedo ela sempre demonstrou ter vocação para a vida religiosa”, comentou emocionada dona Helena.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *