Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Frei José Maria toma posse como novo pároco da Paróquia São Jorge

A Paróquia São Jorge, pertencente ao Setor Avenida Brasil – Região Episcopal Nossa Senhora dos Remédios, acolheu com muita alegria na noite deste domingo (03/02), o seu novo pároco, Frei José Maria Botelho, que tomou posse durante a santa missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani. A celebração foi concelebrada pelo Frei Faustino Fernandes, que continuará os trabalhos como vigário paroquial; pelos padres Geraldo King e Paulo Tadeu; além também de Frei Agostinho Odorizzi, ex pároco que durante os últimos 12 anos esteve à frente da paróquia e que agora assumi uma nova missão onde exercerá a função de ministro provincial da vice-província da Terceira Ordem Franciscana (TOR), em São Paulo.

A igreja foi pequena para suportar os fiéis de todas as 10 comunidades que fizeram questão de dar as boas vindas ao novo pároco e também prestar as últimas homenagens àquele que, por mais de uma década, foi o pastor que conduziu os devotos de São Jorge e que estava visivelmente emocionado e comovido com tanto carinho. Por outro lado, Frei José transparecia calma e serenidade, além é claro da alegria, por estar finalmente realizando seu sonho de assumir uma missão no Amazonas, ele que é natural do Mato Grosso, tendo já trabalhado até no exterior durante quase 10 anos no sul da França. Sua ultima experiência antes vir para Manaus, foi no Santuário Nossa Senhora de Fátima, um dos mais antigos da América Latina, onde ficou durante oito anos.

A celebração teve início com a entrada das imagens dos santos que representam as Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s) – Capela Nosso Senhor Jesus Cristo, São José, Nossa Senhora de Fátima e São Sebastião – e as comunidades – São Dimas, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Santa Clara, Sant’Ana, São Francisco e São Jorge – que formam a paróquia. Em sua homilia, Dom Sérgio, falou sobre duas características essenciais aos vocacionados religiosos e que resumem o trabalho realizado pelos frades franciscanos na Paróquia São Jorge.

“Na Paróquia São Jorge, com suas comunidades, há convicção sobre a importância do trabalho pastoral, sobre a necessidade da caminhada. Isso é reflexo da condução dos frades dessa paróquia”, o arcebispo finalizou falando também sobre a vida religiosa do, agora ex-pároco de São Jorge, frei Agostinho. “Convicção e caminhada também são características de frei Agostinho, que sempre foi e é um homem de fidelidade à Deus. Tenho certeza de que será assim também neste novo desafio”, comentou.

Após a homilia, Dom Sérgio renovou os votos de frei José Maria, foi realizada a leitura da Ata de Posse e, em seguida, Dom Sergio realizou a entrega dos três instrumentos que o pároco recebe para desempenhar bem a sua missão. “A estola é o símbolo do poder sacerdotal, que ele usa para ministrar os sacramentos da eucaristia, confissão e unção dos enfermos que ele é o responsável. A maior riqueza da igreja é a eucaristia que nós guardamos no sacrário para levarmos aos doentes e enfermos, e a qual o padre é o responsável pela chave do sacrário, para que não falte nunca o pão consagrado na celebração eucarística. O padre é o homem de palavra e da Palavra, que vive e anuncia a Palavra de Deus, um instrumento que ele já recebeu pelo menos duas vezes antes, e hoje recebe novamente ao assumir como pároco”, explicou Dom Sergio.

Frei José também recebeu no altar do Senhor alguns dos símbolos celebrativos da Igreja Católica e também uma sandália e uma rede como presentes de boas-vindas ao Amazonas. “Agradeço a todos pela acolhida que tive na Paróquia São Jorge. Eu e frei Faustino estamos à disposição de todos para o trabalho pastoral com que nos comprometemos em nossa vida sacerdotal. Peço que todos da paróquia continuem nos ajudando na evangelização, nessa bonita caminhada. Que Deus possa nos abençoar a todos”, disse.

Ao final da Santa Missa, no pátio da igreja, foi preparada uma festa partilhada e que contou com a presença de dezenas de fiéis de pastorais, movimentos e comunidades da Paróquia São Jorge que aproveitaram a oportunidade, para fazer o registro de despedido junto ao amigo e querido frei Agostinho. “Deixo um abraço e todas as bênçãos de Deus aos que ficam. A vida continua agora com Frei José e Faustino, pois ainda tem muita coisa a fazer e tenho certeza que ele vão responder à altura das responsabilidades e necessidades do nosso povo e da Paróquia de São Jorge”, comentou frei Agostinho.




Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *