Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Dom Sergio preside solenidade das Ordens Menores e Noviciado dos Oblatos de São Mauro

Na manha deste sábado (02/02), o Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, presidiu a solenidade das Ordens Menores e Noviciado dos Oblatos pertencentes à Associação Privada Clerical de Fiéis da Fraternidade São Mauro, realizada na igreja Nossa Senhora dos Remédios, situada à Rua Leovegildo coelho, nº 237 – Centro, com a Santa Missa celebrada na forma extraordinária, usando o ritual de São Pio V, reformado por São João XXIII, contando com a presença do Pe. Edinaldo Oliveira, Moderador da Fraternidade São Mauro que veio de São Paulo para participar da solenidade.

Entre os candidatos que participaram da solenidade estiveram: Francisco Rodrigo Ramos da Silva, que recebeu a Tonsura, onde o candidato é revestido da batina e da Sobrepeliz, se tornando um Clérigo.

Paulo Victor Andrade Cordeiro, recebeu a Tonsura e o Ostiariado, que é a primeira das ordens menores, onde o candidato recebe a responsabilidade de cuidar das coisas da igreja.

Yuri Dib de Sena, já possuía o Ostiariado e o Leitorado, segunda das ordens menores, e recebeu o Exorcistado, que é terceira da ordem menores.

Após esse momento, deu-se inicio a segunda parte da cerimônia com o Rito do Noviciado, o terceiro patamar despois de Aspirante e Postulante. Na cerimonia de noviciado os oblatos, conforme costume beneditino, recebem seu onomástico (um nome religioso, adotando um santo como partrono).

Padre Edivaldo Oliveria recebeu do Arcebispo o nome “Jacinto”, santo polonês, cognominado o “Apóstolo da polônia”. O exorcista e agora também noviço Yuri Dib de Sena, o de “Frei João Bosco”, em honra do fundador dos salesianos e apóstolo da juventude;

A Coordenadora do Centro de Estudos Santa Escolástica, a Sra. Maria Ivone Pereira de MIranda Fedeli tornou-se “Irmã Anna Maria”, em honra da Santíssima Virgem e de sua Mãe, Santa Ana;

A noviça Lúcia Sant’Anna, tornou-se “Irmã Margarida Maria”, em honra da predileta discípula do Sagrado Coração de Jesus, Santa Margarida Maria Alcoque; A noviça Eri Eliza Taira Chibana, tornou-se “Irmã Joana”, também em honra de São João Bosco supracitado;

A noviça Maria Letícia Fernandes Pazetti, tornou-se “Irmã Maria Teresa” em honra da Santíssima Virgem Maria e de Santa Teresinha do Menino Jesus, carmelita; A noviça Bárbara Nascimento Lima, tonou-se “Irmã Maria Bernadette”, em honra de Santa Bernadette, vidente de Nossa Senhora de Lourdes;

E por fim a noviça Maria Elizabete de Santana, tornando-se “Irmã Maria José”, tomou sobre si a dupla proteção da Santíssima Virgem Maria e do grandioso São José seu castíssimo esposo.

Segundo Pe. Edivaldo, Oblatos de São Mauro não são uma congregação e sim uma Fraternidade, um grupo religioso que tem vida monástica. “Embora não sejamos uma ordem religiosa, nós também procedemos semelhante a elas, pois nós temos um modo de ser também religioso”, comentou Pe. Edivaldo.




Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *