Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Ação Evangelizadora “Cada comunidade uma nova Vocação” realiza primeiro encontrão no Cefam

Foi realizada na manhã deste sábado (02/02), no auditório Mãe Paula localizado no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam), a primeira reunião sobre a Ação Evangelizadora intitulada “Cada comunidade uma nova Vocação”. O encontrão, que teve como objetivo encaminhar propostas e ações pastorais que visem fazer acontecer os compromissos assumidos na X Assembleia Pastora Arquidiocesana – APA, foi organizado pela coordenação da Pastoral Vocacional com o apoio da Catequese Arquidiocesana à Serviço (CAS), reunindo cerca de 160 representantes das diversas Paróquias, Áreas Missionárias, Pastorais e Movimentos que atuam na Arquidiocese de Manaus. Tendo à frente o bispo auxiliar Dom José Albuquerque.

O encontro teve início às 8h30, reunindo seminaristas, padres, diáconos permanentes, irmãs de diversas congregações e além de leigos atuantes em várias comunidades que juntos celebraram o dia mundial dedicado à vida consagrada. Após a acolhida, Ir. Cidinha Batista fez a oração inicial, lembrando do compromisso assumido com essa Ação Evangelizadora e, também, o 4º Congresso Vocacional. Na sequência, Dom José deu as boas-vindas e informou a dinâmica do trabalho do dia e depois reproduziu o vídeo de divulgação da Ação Evangelizadora. Em seguida, Pe. Zenildo Lima, Reitor do Seminário Arquidiocesano São José, apresentou o texto base do 4º Congresso Vocacional enfatizando a necessidade do envolvimento das comunidades no dinamismo vocacional que é próprio da Igreja.

Depois do momento com padre Zenildo, todos se dividiram em grupo e começaram a debater algumas ideias e pistas de ação, segundo a experiência de cada comunidade e que sejam possíveis de se trabalhar na dimensão vocacional nos próximos quatro anos, tudo com base no que foi assistido no vídeo de divulgação da Ação Evangelizadora, mas levando em conta a realidade da nossa juventude e o dinamismo de nossas paróquias. Um pouco antes do intervalo, Monsenhor Sabino Andrade disse algumas palavras de incentivo, parabenizando a todos os presentes que atenderam o chamado da Arquidiocese e que compareceram no evento, de forma a sair mais motivado para o trabalho nas comunidades.

Após o intervalo, o bispo auxiliar de Manaus, Dom Tadeu Canavarros, disse algumas breves palavras salientando os três pontos principais para suscitar as vocações. “Em primeiro lugar, nunca devemos esquecer-nos da oração, não só a nossa pessoal, mas também por todas as vocações; fazer o convite é outra etapa importante, onde fazemos o chamamento suscitando no jovem esse clamor à vocação; e por último temos o acompanhamento, onde seguimos os passos da caminhada vocacional até seu discernimento, pois se não tem o dom para uma vocação específica, com certeza terá para a outra”, comentou Dom Tadeu que finalizou sua fala desejando as bênçãos do Espirito Santo sobre todos participantes.

Na sequência, os representantes dos 15 grupos que os participantes foram divididos começaram a explanar em publico, os anseios e algumas tarefas que podem ser assumidas. “Este encontro tem a finalidade de nos chamar para um despertar vocacional, tendo como objetivo fazer com que cada cristão da arquidiocese de Manaus assuma sua identidade de vocacionado, seguidor de Cristo, animador das comunidades e, dessa maneira ajudar a surgir as vocações, com comunidades orantes, que vivem em comunhão, formada por pessoas apaixonadas por Cristo e capazes de encantas outros no caminho”, comentou padre Danival Lopes.

Para o irmão Ronilton Neves, ter um evento tão importante a nível de Arquidiocese, acontecendo no mesmo dia que se comemora o dia mundial dedicado à vida consagrada é unir o útil ao agradável. “A data nos ajuda a valorizar as ações e inserções da vida religiosa no mundo, como uma alternativa de viver o seguimento de Jesus para a humanidade. O encontro acontecendo no dia de hoje, demonstra a preocupação da arquidiocese em debater todas as vocações, seja leiga, religiosa, vida consagrada, matrimônio e outras e já percebemos que muita coisa está acontecendo no ponto de vista da animação vocacional que nós descobrimos durante a partilha nos grupos e isso é um ponto a se celebrar, assim como as propostas que foram saindo. Isso é a ação do Espírito Santo agindo”, disse Irmão Ronilton.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *