Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Festejos em honra a São Sebastião encerram com procissão e missa reunindo milhares de fiéis

A Paróquia São Sebastião e São Francisco de Assis realizou neste domingo (20) a festa de São Sebastião, um dos santos que mais possui devotos no mundo inteiro e, que neste ano trouxe com o tema “São Sebastião e o sínodo para a Amazônia” e lema “Novos caminhos para a igreja e para uma ecologia integral”. A programação, contou com a tradicional procissão, saindo às 17h, da frente da Igreja, localizada à Rua 10 de Julho, percorrendo as principais ruas do Centro de Manaus (Joaquim Nabuco, Av. Leonardo Malcher e Av. Epaminondas) até retornar ao Largo São Sebastião, onde foi realizada a missa campal, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo bispo auxiliar, Dom Tadeu Canavarros; pelo pároco, Frei Paulo Xavier e demais padres convidados. Após a celebração, todos foram convidados a participar do arraial realizado na frente da igreja com comidas típicas, som ao vivo e um super bingão com valiosos prêmios.

A procissão começou após uma vasta programação que se estendeu durante todo o dia, com centenas de devotos comparecendo à igreja para saudar e agradecer ao Santo que foi soldado romano, conhecido por muitas vezes ajudar os primeiros cristãos tendo compaixão das atrocidades que eles sofreram. E, por volta das 17h20, com a rua completamente lotada de fiéis que se concentravam em frente à praça São Sebastião, a caminhada começou tendo à frente Frei Paulo conduzindo a multidão que parecia aumentar a cada passo que era dado e, em poucos minutos as ruas de grande extensão já estavam completamente tomadas pelos fiéis que caminhavam rezando, cantando, pedindo ou agradecendo por alguma graça recebida. Com velas e terços nas mãos, carregando uma pequena estátua ou imagem do santo, seja sozinho ou com a família reunida, cada fiel ao seu modo, ia percorrendo o caminho com aquela expressão de felicidade e de emoção no rosto.

Com aproximadamente 20mil participantes, segundo os dados fornecidos pela Manaustrans, é claro que para alguns, toda “verdadeira procissão”, tem que ser feita com os pés descalços e as vezes até vestidos como o santo, como por exemplo o senhor Sebastião de Souza Lopes. “Há 12 anos participo desta procissão vestido como o santo, fazendo todo o trajeto descalço. É uma forma de agradecer a graça da cura de uma enfermidade não só do corpo, mas também da alma, pois o que me causou essa enfermidade foi um assalto que eu sofri e por muito tempo me fez desejar a morte do meu agressor. Isso não agrada a Deus, mas com as minhas idas à igreja de São Sebastião, eu consegui não apenas minha cura física, mas também aprendi a perdoar e clamar pelo ‘inimigo’ e ter um coração onde habita a graça e que estar sempre caminhando com Deus”, disse o devoto emocionado.

Pouco mais de uma hora depois, os fiéis retornaram ao Largo São Sebastião, lugar onde foi realizada a missa campal, tendo ao fundo o Teatro Amazonas e, ao lado, a igreja de São Sebastião compondo um belo cenário digno do santo homenageado. Mesmo sendo ao ar livre, o local tornou-se pequeno diante de tantas pessoas que se amontoavam em pé ou sentadas para prestigiar a Santa Missa celebrada pelo arcebispo que já aguardava todos. Durante a sua homilia, Dom Tadeu leu o texto escrito por Dom Sergio onde ressaltava que a festa de São Sebastião caiu numa data que casa muito bem com a liturgia da palavra. “Não há outra realidade humana mais próxima do amor de Deus que o casamento, que é a fonte de alegria e de sentimentos longos. No evangelho de hoje Jesus, realiza seu primeiro milagre numa festa de casamento e não poderia existir uma oportunidade melhor para acontecer a terceira epifania do Senhor”, disse Dom Tadeu.

Antes do encerramento, o Coral de São Sebastião, com 30 componentes incluindo os solistas Frei Darlam e Frei Higino, fizeram uma breve apresentação interpretando o Hino Oficial de São Sebastião. Logo em seguida, Frei Paulo agradeceu a participação de todos os fiéis e colaboradores, que direta ou indiretamente ajudaram durante todos os festejos, desde antes de começar o novenário, até a finalização do arraial, agradecendo também a divulgação nas redes sociais, para aqueles devotos que não puderam estar presentes, mas que dessa forma puderam acompanhar no conforto de sua casa via internet ou por meio das ondas da Rádio Rio Mar 103,5 MHz que fez a transmissão na íntegra tanto da procissão completa, quanto da missa campal em homenagem ao santo que é padroeiro dos militares e atletas.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *