Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Jovens participam do Encontrão 2018 e VI Gincana Bíblica da Jumire AM/AC

Encontrar forças em Cristo e persistir na fé. Um verdadeiro desafio para os jovens que lidam com diversos obstáculos durante a caminhada cristã junto à igreja. Foi pensando nisso, que a Juventude Missionária Redentorista do Amazonas e Acre (Jumire AM/AC) realizou o III Encontrão e a VI Gincana Bíblica, com o tema “Jovens testemunhas do Redentor em um mundo ferido”. O evento aconteceu nos dias 08 e 09 de dezembro no Centro de Espiritualidade Redentorista Irmã Maria Celeste Crostarosa, localizado no KM 25 da rodovia AM-010, em Manaus.

Foram dois dias de encontro com diversas brincadeiras e atividades, perguntas e respostas, torta na cara, lazer e gritos de paz criados pelas equipes formadas pelos retirantes, sendo elas a Juventude Perseverante em Cristo (JUPEC), Todos pelo Redentor, Juventude Católica Redentorista (Jucare), Alfa e Arkanjos. Além de encenação sobre a realidade da Juventude, com base no tema da Campanha da Fraternidade deste ano: “Fraternidade e Superação da Violência – Vós sois todos irmãos” (Mt 23, 8).

Para Maitê Oliveira, 24 anos, da Pastoral da Liturgia da paróquia São Lázaro, a adoração ao Santíssimo Sacramentado, seguida pela Espiritualidade Mariana, foram os momentos mais marcantes do Encontrão. “Participo da Gincana desde 2014. O que sempre me marca e me encanta é a espiritualidade, pois é a hora em que os jovens realmente se entregam a Cristo. Tanto que depois dessa experiência eu volto agradecida por ter tido mais uma oportunidade de ter participado. Já espero pela próxima edição ano que vem”, contou.

Frater Valdir Santos, membro da Congregação do Santíssimo Redentor (C.Ss.R) da Vice-Província de Manaus explica que o objetivo é trabalhar a dimensão espiritual dos jovens, resgatando a importância do protagonismo e da identidade juvenil para atuarem na comunidade local. “Pois, todo jovem é convidado a viver a espiritualidade centrada no anúncio do Evangelho aos pobres mais abandonados. E fazendo parte da JUMIRE, afirma-se um jeito de ser redentorista, não se caracterizando um grupo de jovem fechado em si, mas uma forma de assumir a vocação com a identidade juvenil. Com isso, tornam-se protagonistas da construção do Reino de Deus, sendo a ‘Memória Viva de Jesus Cristo’, no mundo ferido”, completou.

Participantes           

A programação reuniu cerca de 80 jovens, entre retirantes e coordenação da Jumire AM/AC, das Paróquias Redentoristas: Sant’Ana do bairro Hiléia, Santuário de Aparecida, bairro de Aparecida, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, do Educandos, Coração Imaculado de Maria, do Morro da Liberdade e São Lázaro que faz jus ao nome do bairro onde está situada. Estavam presentes também os jovens da Área Missionária Redentorista Santíssimo Redentor, que é composta por cerca de 10 comunidades em uma área territorial bem ampla, tendo o início da área paroquial logo após a barreira da rodovia AM-010 e o final após o KM 49.

Também estavam presentes jovens de outras comunidades que não são administradas pelos Redentoristas, mas que de alguma forma bebem do carisma do Redentor, se identificam com o jeito Jumire ou simplesmente desejam conhecer mais sobre as atividades, tais como: Paróquia São Francisco das Chagas, da Colônia Oliveira Machado, Comunidade São Pio localizada no bairro São João Paulo II. Além de jovens que ainda não estão inseridos em uma comunidade, mas desejavam participar da experiência.

 Por Naine Carvalho – integrante da Comunicação da Jumire AM/AC

     Riba Júnior – integrante da Coordenação da Jumire AM/AC


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *