Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Pastoral Vocacional realiza assembleia avaliativa de 2018 e escolha da nova equipe de coordenação

Nesta ultima quarta-feira (20/11), a Pastoral Vocacional (PV) da Arquidiocese de Manaus, se reuniu para a assembleia de conclusão do ano, com o objetivo de avaliar a caminhada de 2018 e projetar o calendário de 2018. O encontro aconteceu no Seminário São José, com a presença de 35 pessoas leigas e leigas solteiras e casadas, religiosas e religiosas, diácono e família, padres diocesanos e o Bispo referencial Dom José Albuquerque, mais de 13 congregações servindo e se doando pelo Reino.

“A Pastoral Vocacional tem como missão animar e promover todas as vocações na Igreja. É uma Pastoral Orgânica e integrada a estrutura Pastoral da Igreja. Durante o ano de 2018 oferecemos aos jovens atividades e encontros para que pudessem experimentar o olhar misericordioso do Pai que os convida a servi-lo no seguimento de Jesus. Por isso no dia de hoje, decidimos como pastoral vocacional, parar e reavaliar a nossa caminhada e sobre todo olhar com carinho todo o caminho percorrido durante todo o ano.”, disse Esther Chacon, coordenadora da PV.

Durante a assembleia, foram feitos alguns momentos intensos e breves sobre o IV Congresso Vocacional do Brasil, que terá como tema “vocação e discernimento” e como lema “mostra-me, Senhor, os teus caminhos!” (Sl 25,4). O Congresso, proposto pela Comissão para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada (CMOVC), em parceria com outras instituições, como a CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil) e o IPV (Instituto de Pastoral Vocacional), acontecerá na cidade de Aparecida/SP de 05 a 08 de setembro de 2019.

Este momento foi conduzido pelo padre Zenildo Lima, Reitor do seminário São José, ele fez um apelo para a equipe descer à realidade para “ver e escutar” a pluralidade das juventudes no contexto atual e escutar o grito que nasce no coração dos jovens que não suportam as injustiças e não desejam inclinar-se à cultura do descarte, nem ceder à globalização da indiferença. Jovens que desejam empreender um verdadeiro itinerário de discernimento para descobrir e viver o projeto de Deus sobre sua vida; jovens que desejam serem construtores do Reino de Deus e agentes de transformação da realidade.

O segundo momento foi dado pelo bispo auxiliar de Manaus e referencial na arquidiocese e Regional Norte, Dom José Albuquerque, que comentou sobre o Projeto que foi aprovado na X APA para as vocações. Cada Comunidade Uma Nova Vocação, onde o bispo pediu estar atentos à indicação de Jesus: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários para a sua messe” (Mt 9,38), iniciará uma ação evangelizadora inédita em prol de vocações para a Igreja. A proposta é que cada comunidade, coloque-se em oração, como um único corpo, pedindo ao Senhor, por intercessão de Nossa Senhora, uma nova vocação para a Igreja.

A vocação para o sacerdócio, a vida consagrada, a família, a missão… é um dom concedido somente por Deus, mas também é fruto da comunidade que reza. O Papa Francisco acredita nisso: “Jesus nos disse que o primeiro método para obter vocações é a oração e nem todos são convencidos disso”. Além da oração, outro elemento essencial é o testemunho. Os jovens precisam ver testemunhos bonitos de pessoas que se dedicam inteiramente ao Senhor com alegria, para que possam se sentir motivados a apostar sua vida nesse mesmo caminho. “É verdade que o jovem sente o chamado do Senhor, mas o chamado é concreto e, na maioria das vezes, é: Quero me tornar como ele ou ela. Existem testemunhos que atraem os jovens. Os testemunhos dos bons sacerdotes e das boas religiosas”, disse também o Papa Francisco.

Desta forma, a Ação Evangelizadora: Cada comunidade uma nova vocação vai se desenvolver a partir de dois eixos: 1º Rezar pelas vocações/ Evangelizar pelas Redes Sociais. Também foi realizado o momento grupal para realizar o planejamento, o calendário, as atividades fixas e eleger o novo ecônomo/a e a coordenação da PV ficou composta por: Coordenadora Esther Chacón (leiga missionária das missões estrangeiras). / Vice- coordenadora: Nubia Maria Silva (Família diaconal esposa e filha) / Economia irmã Bethy Simone (Preciosíssimo Sangue). Secretaria Sra. Neila Picanço (Leiga e membro do Movimento Serra). O evento finalizou com um almoço de confraternização e amigo secreto entre os participantes.

“Para nós, equipe de pastoral, é necessário em todo o contexto vermos a nossa vocação como uma experiência espiritual e de iniciação de vida cristã – como testemunho para poder ajudar- lhes no discernimento (AOS JOVENS) e a profecia para superarem as tentações da ideologia e do fatalismo, para descobrirem, no relacionamento com o Senhor, os lugares, os instrumentos e as situações através dos quais Ele chama”, concluiu Esther.

Com informações de Esther Chacon / Fotos: Lorena Lopes

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *