Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

X Assembleia Pastoral Arquidiocesana: apresentação de regulamento e instrumento de trabalho

Na noite da última sexta-feira (19/10) aconteceu a abertura da X Assembleia Pastoral Arquidiocesana – X APA, que será realizada até domingo, 21 de outubro, no Centro de Treinamento Maromba, localizado na Rua Maromba – Chapada. Trata-se de um momento muito importante da nossa Arquidiocese, onde padres, bispos, leigos, coordenações pastorais, de comunidades, serviços, dentre outros, definem as prioridades de ações evangelizadoras para os próximos 4 anos (2019 – 2022). Ao todo, são 235 participantes desta APA.

A solenidade de abertura iniciou com um momento celebrativo conduzido pela equipe do Serviço de Animação Litúrgica (SAL). Depois houve uma mesa composta pelos bispos Dom Sergio Castriani, Dom Tadeu Canavarros e Dom José Albuquerque, Monsenhor José Sabino, o coordenador de pastoral Pe. Geraldo Bendaham e Irmã Irene Todin, representando a comissão central desta APA.

Para Dom Sergio este é um momento único, de uma igreja sinodal e onde todos são convidados a rogar ao Espírito Santo que conduza as discussões, tratativas, sugestões, de forma para seus frutos reflitam em toda a Arquidiocese, através da definição dos desafios e das pistas para as ações evangelizadoras dos próximos quatro anos.  Finalizou agradecendo aos que organizaram esta assembleia e se doaram para a realização desta APA.

Dom José, em sua fala, destacou que todos estão na APA como vocacionados a fazer parte desta história tão bonita em que Jesus chama a serem unidos, desde o início, há um ano quando iniciou os estudos nas comunidades, nos setores, auxiliando no processo de escuta de todas as forças vivas de nossa Arquidiocese.

Dom Tadeu que está participando desta APA pela primeira vez, em seu segundo ano em que auxilia Dom Sergio nesta Arquidiocese, através do ministério episcopal, e que pelo processo desta décima assembleia pode observar toda a dinamicidade e a vida que corre na igreja aqui na Amazônia. “A Assembleia nos permite ver a Igreja de uma maneira diferenciada, através de sua animação pastoral que nos ajuda a construir cada vez mais o reino de Deus”, destacou.

Para o Monsenhor José Sabino, é uma grande honra, graça, e uma grande responsabilidade poder estar nesta décima assembleia. Também desejou que esta assembleia seja muito frutuosa, alcançando os objetivos estabelecidos, pois trata-se de um momento de muito trabalho, estudo e de tomada de decisões importantes, e também de muita alegria e de recarregar as baterias da fé.

“A APA é um momento importante para uma caminhada em conjunto nesta Arquidiocese, como Igreja”. Assim definiu Irmã Irene que neste ato representando a comissão central desta Assembleia. Para ela esta é uma oportunidade para caminhar em comunhão, onde somos todos filhos do mesmo Pai e queremos ver crescer esta igreja que tanto amamos.

Conclusão de um anos de caminhada 

Padre Geraldo afirmou ser este um momento de conclusão de uma caminhada que completa um ano, em que é necessário tomar decisões que devem ser inspiradas pelo Espírito Santo, segundo a vontade de Deus, e pra isso é necessário intensificar orações seja pessoal ou comunitária com Ele, a fim de que conhecendo sua vontade, nossa missão possa ser continuada.

Recordou uma frase de Dom Sergio na introdução do Plano de Evangelização 2014-2018, em que ele diz que nos precederam muitas pessoas, antes de nós, ofertaram suas vidas à Jesus, pelo Reino de Deus, sendo que muitas delas já partiram para a casa do Pai. “Nossa gratidão a todos aqueles que colaboraram, em especial aqueles que já estão na eternidade, e os que continuam por aqui. Temos um novo caminho a percorrer, estamos fazendo uma história, e para isso enfrentamos desafios, passamos com conflitos crises, mas mantemos a esperança, pois a missão está apenas começando”, destacou o padre, afirmando que Deus está no meio de nós e caminha com a gente.

Destacou cinco pontos importantes no livrinho distribuído aos participantes. 1. Cronograma; 2. Instrumento de trabalho, que foi apresentado pelo padre Zenildo Lima; 3. O Regimento da APA, lido por Edney Mendonça; 4. Projeto das Regiões Episcopais; e 5. Questões para o trabalho em grupo.

 

 



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *