Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Paróquia São Francisco das Chagas reúne milhares de fiéis em procissão e missa em honra à São Francisco

A Paróquia São Francisco das Chagas, localizada no bairro Colônia Oliveira Machado, celebrou ontem a tradicional procissão percorrendo as principais ruas do bairro em honra ao santo padroeiro, São Francisco de Assis, um dos santos mais populares e queridos, conhecido pela sua bondade e humildade. Porém, antes de começar a procissão, que reuniu cerca de 8mil devotos, a paróquia também realizou o almoço solidário com os moradores de rua e, às 16h. já com a igreja completamente lotada teve início a celebração da Santa Missa presidida pelo bispo auxiliar, Dom Tadeu Canavarros, concelebrada pelo pároco, Pe. Geraldo Bendahan

Durante o período em que acontece os festejos de São Francisco de Assis, espalhados nas diversas comunidades e paróquias da Arquidiocese de Manaus que levam seu nome, podemos observar a participação maciça do povo, muitos devotos inclusive participam das procissões e, até mesmo das celebrações, caracterizados como o santo, uma forma de homenageá-lo carinhosamente ou pagar promessa por alguma graça obtida. Como no caso de Andreia Menezes, que há mais de 40 anos acompanha a procissão vestida de São Francisco, como forma de pagar uma promessa feita pela mãe em prol da saúde da filha.

“Sou moradora do bairro do educandos, mas há 44 anos eu pago a promessa de vir participar da procissão de São Francisco vestida como o santo. É uma forma de agradecer à São Francisco por ter me curado de uns tumores que nasci, minha mãe fez essa promessa antes de eu entrar na sala da cirurgia e, antes de começar a operação muitos tumores já tinham sumido, restando somente os maiores. Até hoje eu carrego essas marcas no meu corpo que são sinais do milagre de São Francisco em mim, é algo que eu até me emociono ao falar e por isso todos os anos eu estou presente, mesmo já tendo patrões que não queriam me liberar do trabalho em vim”, comentou a devota emocionada.

O trajeto da procissão durou aproximadamente duas horas, passando por ruas dos bairros do educandos e colônia oliveira machado. Claro que, durante a caminhada não poderia faltar a oração de São Francisco, uma das mais belas e completas preces pela paz entre os homens deixada pelo santo que é considerado protetor dos animais e padroeiro da ecologia. De acordo com o pároco, o grande número de fiéis que se fizeram presente esse ano no festejo do padroeiro, é resultado de um trabalho de organização e planejamento de dois meses, sem falar do acolhimento aos fiéis que busca resgatar os comunitários que por algum motivo estavam afastados e agora retornam.

“Qualquer instituição, especialmente a igreja, deve ter uma boa organização e planejamento. Nosso objetivo é só um: evangelizar, seja por meio dos novenários, celebrações e também pelo ótimo atendimento e acolhida das pessoas, pois o mundo de hoje está precisando que a gente acolha bem, com atenção, alegria, simpatia, sendo uma igreja que contagie e seja simpática, ao mesmo tempo que seja uma igreja vibrante e profética. Como resultado disso temos um aumento no número de fiéis e isso revela que o povo continua firme, tem fé em Jesus Cristo, tem devoção à São Francisco. Aqui somos um grupo pequeno, de 30 a 50 pessoas que trabalharam para fazer essa bonita festa que atraiu essa multidão”, disse Pe. Geraldo.

O pároco ainda salientou que os festejos também têm como objetivo, levantar fundos para a restauração da igreja, que já iniciou com a reforma do presbitério. “Tudo o que for arrecadado, tanto na festa religiosa quanto na social, será revestido na melhoria do templo, pois nós temos um projeto que custou 13mil reais que envolve a restauração global da igreja, desde a fachada, piso, escadas, forro, mudança do local da secretaria e capela, reforma do prédio ao lado para a construção de uma praça, colocação do ar-condicionado, mas o que nós queremos mesmo que aconteça é a mudança do coração, que nós tornemos pessoas de Cristo a exemplo de São Francisco das Chagas”, comentou Pe. Geraldo.

Homilia do bispo: A Cruz, a Paz e o Louvor às Criaturas

Em sua homilia, Dom Tadeu salientou três coisas principais na vida de São Francisco que devem servir como exemplo na vida de todo cristão. “O início da missão de São Francisco se dá quando ele olha para um crucifixo, igual a esse que temos aqui e, olhando para Cristo crucificado, Francisco se deixou atrair pelo Cristo que é sinônimo de vida e não de fracasso e, a partir daí ele decide entregar toda a sua vida para o serviço do Reino de Deus. Assim ele descobre que, só quem segue Jesus Cristo, encontra a verdadeira paz, aquela que só Ele pode dar e São Francisco é conhecido por muitas pessoas como um homem da paz, porém é preciso que nós, devotos e devotas também sejamos gente de paz, promotores da paz, a paz que nasce por meio do sofrimento e da dor de Jesus na Cruz, a mesma paz que Ele dá aos discípulos e a todos os que seguem Ele. E, esse amor que se dá a cada criatura é o amor que se dá a toda a Criação e São Francisco para nós, um homem, um santo que testemunha que o homem e a mulher são chamados a proteger a vida de cada homem, cada mulher e a natureza, para viver na harmonia e na paz. Que possamos cada vez mais viver nossa devoção a São Francisco das Chagas, respeitando à criação, valorizando a nossa casa comum e sendo homens e mulheres da paz”, comentou Dom Tadeu.

Fotos colaboração: Rafaella Moura

 

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *