Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

“Santuário da Misericórdia” é tema da 17º edição da Festa de São Francisco na Fazenda Esperança

Aproximadamente 6 mil leigos e religiosas, de todos os setores da Arquidiocese de Manaus, participaram na manhã deste domingo (30/9), dos festejos em honra à São Francisco, padroeiro da Fazenda da Esperança que fica localizada na BR-174, km 14,5 – ramal Cláudio Mesquita. A festa é uma tradição que acontece há 17 anos sempre no último domingo do mês de setembro e, esse ano, trouxe como tema “Santuário da Misericórdia”. O evento teve entrada franca e começou a partir das 8h com muitas atrações, entre elas: apresentações musicais e teatrais, danças, testemunhos, procissão e adoração, encerrando com a santa missa presidida às 15h por Dom Sergio Castriani, Arcebispo Metropolitano de Manaus.

Os festejos em homenagem ao santo padroeiro, envolveram diretamente cerca de mil voluntários e os 200 internos (entre homens e mulheres) na organização e nas apresentações culturais, como parte das atividades pela busca da libertação do alcoolismo, depressão e principalmente da dependência química. Vale lembrar que a iniciativa da Fazenda Esperança nasceu na cidade Guaratinguetá, São Paulo, há 28 anos e, atualmente, está presente em mais dez países. Em Manaus, a Fazenda chegou em 2001, por meio da Campanha da Fraternidade (CF), se tornando a primeira da região norte que hoje já possui mais de dez núcleos em outras cidades.

Segundo o padre Vinicius Gouveia, coordenador da Fazenda Esperança de Manaus, muitos voluntários de Manaus, saíram em missão para trabalhar em mais quatro unidades da Fazenda, atuando até em outro país. “Esse ano, um grupo de voluntários de Manaus foi em missão para Cabo Verde na África, onde iniciamos uma nova Fazenda. Depois iniciamos a construção de uma Fazenda feminina em Cruzeiro do Sul (AC) e uma masculina em Macapá (AP) e outra no município de Humaitá (AM), ao todo foram mais quatro Fazenda em 2018 a partir da vida que nasceu em Manaus, frutos desta fazenda que esse ano teve como diferencial a instalação do Santuário da Misericórdia, trazendo muitas bênçãos para todos nós” comentou o padre.

Dentro da área de 80 hectares, centenas de famílias aproveitaram o espaço para conversar, se reunir e confraternizar sob a sombra de uma árvore, as vezes atando sua rede para descansar, outras vezes estendo a toalha para fazer o famoso “piquenique”. Para quem não trouxe sua “marmita” de casa, a fazenda oferecia muitas barracas com alimentos típicos da região, além do disputado churrasquinho e de lanches rápidos como pastel, cachorro quente, mini pizza, bolos e outros. Para amenizar o calor intenso, a opção era tomar muita água, refrigerante, suco ou se refrescar com picolé e “dindin”. Já para distrair as crianças, foi criado um espaço só para os baixinhos, enquanto os pais faziam suas compras no “mini shopping” improvisado e os mais adolescentes se divertiam com atividades no ginásio esportivo.

Dom Mário Pasqualotto, bispo emérito e presidente da Fazenda da Esperança, também ressaltou o diferencial desse ano que contribuiu com verdadeiros milagres dentro da Fazenda, atraindo cada vez mais pessoas para o evento. “Todo ano a festa está crescendo, com mais gente, mais barracas mais gente vindo prestigiar a festa e se divertir nesse ambiente muito confortável e tranquilo. Mas como o primeiro ano sendo Santuário da Misericórdia, nós notamos como Deus tem abençoado com as graças espirituais sobre tudo, com uma maior vivência da fé e uma maior responsabilidade. Tudo é uma benção de Deus, inclusive a chegada de seis novas irmãs da congregação Semente do Verbo, com um trabalho voltado mais para a catequese e a liturgia”, disse Dom Mário.

Mais informações em breve.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *