Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Coroinhas celebram o padroeiro, São Tarcísio, com missa presidida por Dom Sergio

Cerca de 800 Acólitos, Coroinhas e Cerimoniários participaram na manhã deste sábado (18/8) da celebração em honra a São Tarcísio, padroeiro dos coroinhas, realizada na igreja Divino Espiro Santo, localizada na Rua Mascarenhas de Moraes, 268 – Coroado 2. A missa foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo pároco, Pe. Ângelo Ferreira, Pe. Ricardo Pontes e Pe Leonardo Santos, que é o assistente eclesiástico da Pastoral do Coroinhas.

“Diferente dos outros anos, que fizemos na Catedral e no Santuário de Aparecida, onde são igrejas mais centrais, esse ano fizemos em uma igreja localizada na zona leste da capital e um pouco mais contramão para alguns, talvez por isso deu um número um pouco mais reduzido que nos outros anos, mas percebemos que o local foi muito mais confortável e acolhemos a todos aqueles que atenderam ao chamado e vieram celebrar a memória do nosso padroeiro, São Tarcísio”, disse Rarison Alves, assessor de comunicação da Pastoral dos Coroinhas.

E o clima não poderia deixar de ser outro que não fosse o de descontração total com o encontro de vários coroinhas provenientes dos quatro cantos da cidade, com seus respectivos coordenadores ou assessores de grupo. Dom Sergio em sua homilia falou a respeito das leituras do dia e deu ênfase à comemoração do dia de São Tarcísio (15 de agosto) e falou da importância dos coroinhas que servem o altar que é Cristo, depois passou à palavra Juan Gabriel, Coordenador da Pastoral do Coroinhas, que falou dos desafios e conquistas da equipe da coordenação.

“A missão que foi dada para nós há três anos foi ‘faça aparecer essa pastoral e surgir esse serviço’, estamos com a sensação de dever cumprido e hoje nós estamos aqui porque representamos a juventude que quer estar perto de Deus e não se contenta em apenas servir o altar, pois a nossa juventude é o melhor lugar onde Cristo pode estar. Precisamos ser iguais a São Tarcísio que carrega Cristo no coração, mas não só na igreja, mas na escola, na família e a todos aqueles que precisam, servindo sempre com alegria, pois nos entendemos que a eucaristia nos une e nos fortalece em nossa caminhada”, disse Juan.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *