Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Missa em N. Sra de Nazaré celebra os 80 anos de vida de Dom Mario Pasqualotto

Na noite desta segunda-feira (25/6), foi realizada na Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, a missa de ação de graça pelos 80 anos de vida de Dom Mário Pasqualotto, bispo auxiliar emérito da Arquidiocese de Manaus. A celebração contou com a presença do Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani; do Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto (SP), Dom Moacir Silva; do bispo auxiliar Dom José Albuquerque; do Monsenhor Sabino Andrade, do Reitor do Seminário São José, Pe. Zenildo Lima; padres Daniel Curnis (pároco), Paulo Prashant (vigário paroquial); além de outros padres do PIME e sacerdotes provenientes de várias paróquias, sem falar dos amigos e convidados que ele fez ao longo dos 53 anos de vida sacerdotal que ele comemora nesta próxima terça-feira 26/6.

Dom Mário ingressou no seminário ainda muito jovem, aos 11 anos já estava disposto a dedicar sua vida à missão, por isso iniciou sua formação no  seminário do PIME (Pontifício Instituto das Missões Exteriores), sendo ordenado sacerdote no dia 26 de junho de 1965. Em 1967, após uma viagem de nove dias pelo oceano atlântico, chegou a Macapá em 8 de dezembro do referido ano. Após muitos anos na Amazônia, trabalhando na diocese de Parintins, foi convidado pelo Papa João Paulo II, a ser bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, iniciando seu episcopado ao lado de Dom Luiz Soares Vieira, bispo emérito de Manaus, tendo como lema episcopal: Que todos sejam um. Atualmente, Dom Mário também exerce a função de Reitor do Santuário da Misericórdia, recentemente inaugurado na Fazenda Esperança, além de auxiliar nas confissões como diretor espiritual no Seminário Arquidiocesano São José.

Durante a sua homilia, Dom Mário relembrou as palavras usados por Dom Luiz na celebração de seus 80 anos celebrado em junho de 2017 na Catedral e disse que o importante é ser feliz e viver o momento presente, pois o passado já passou e o futuro é uma incerteza. “Quando Dom Luiz fez 80 anos no ano passado, ele começou a homilia dizendo que estava muito feliz por ter cumprido a vontade de Deus no momento presente, o segredo para isso era não se preocupar com o passado e nem o futuro, e sim viver aquilo que Deus quer para cada um de nós dia a dia. Hoje eu também estou assim, muito feliz, oferecendo tudo a Ele, pois uma das minhas características é procurar viver e proclamar o amor de Deus que leva a vivermos unidos, tanto que o tema do meu episcopado é: Que todos Sejam um” disse Dom Mário.

O bispo emérito continuou a homilia narrando um breve histórico da sua trajetória sacerdotal ao longo de 53 anos, destes, 51 passados como missionário na Amazônia. “Depois que eu cheguei em Macapá, depois de três dias cheguei em Parintins e aí foi para mim uma coisa extraordinária os meus primeiros anos de padre com uma alegria visitando as comunidades ribeirinhas e trabalhando muito com os leigos, depois de algum tempo fui nomeado vigário da Catedral de Parintins, uma experiência muito bonita e um tempo que aprendi muita coisa desempenhando minhas funções junto ao bispo e outros padres, passados muitos anos eu recebi o convite de Dom Luiz para ir para Manaus em 12 de maio de 1999 onde eu comecei a suspeitar que talvez ele me queria para ser bispo”, contou Dom Mário que recebeu sua ordenação episcopal em 15 de agosto de 1999.

Mais detalhes em breve no site

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *