Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Capuchinhos do Amazonas e Roraima realizam Encontro de Pastoralistas da CCB

Entre os dias 9 e 13 de abril, a Custódia dos Frades Menores Capuchinhos do Amazonas e Roraima, localizada na Rua Ivailândia nº 5 – bairro coroado 3, estará realizando o Encontro dos Pastoralistas da Conferência dos Capuchinhos do Brasil (CCB), com o tema: Frades Capuchinhos e Leigos, juntos na missão evangelizadora. O Encontro é realizado a cada dois anos, quando se reúnem os pastoralistas, frades representantes de cada província, para repensar a atuação pastoral. Atualmente a CCB é formada por 12 Circunscrições, 10 Províncias e duas Custódias, contendo mais de mil frades trabalhando num processo de evangelização em paróquias, conventos, missões, casas de formações e retiros.

O lugar escolhido não poderia ter sido outro mais bonito: o convento de formação dos estudantes de filosofia, para aqueles que se tornarão frades professos ou sacerdotes. Um local onde se respira paz e harmonia, que reuniu cerca de 21 pastoralistas, incluindo os 12 superiores maiores para, além de debater o tema, também fazerem a eleição de um novo presidente da CCB, conforme explicou Frei Carlo Maria Chistolini, missionário italiano que há dois anos é custódio responsável pelo Amazonas e Roraima. “Todo o Brasil está aqui hoje, com exceção dos representantes da Província N. Sra. da Piedade (estado da Bahia) e da Província N. Sra. do Carmo (estados do Maranhão, Pará e Amapá) que estão em retiro”, completou Frei Carlo.

Com relação a temática do encontro, Frei Carlo Silva, Provincial dos Capuchinhos de São Paulo e presidente da CCB, disse que não há outra solução a não ser o trabalho em comunhão entre leigos e religiosos. “Nós estamos em comunhão com a igreja do Brasil, então como esse é o ano do laicato, nós escolhemos esse tema para ser debatido e nós tivemos a oportunidade de ver a Patrícia Cabral falando sobre o Documento 105 e dimensão do laicato na Região Amazônica e o Pe. Zenildo Lima, comentando sobre Os Leigos na Perspectiva do Vaticano II, foram palestras que nos ajudaram a perceber a realidade da inserção do leigo na igreja do Amazonas e como é seu protagonismo. Concluímos que temos que andar de mãos juntas, uns com os outros, pois só assim vamos fazer os sinais do reino de Deus acontecer no meio de nós”, comentou o presidente da CCB.

Momento lazer

A programação do encontro envolveu várias atividades que incluía não só as formações, mas também momentos de descontração e confraternização para conhecer a culinária, a cultura, os pontos turísticos e a realidade local. Muitos dos que participaram do passeio realizado nesta última quarta-feira (11/04), gostaram tanto que já esticaram a sua estada um pouco mais. “A cada dois anos fazemos esses encontros em um Estado com uma realidade local muito específica e particular. E, em nossa programação, sempre tiramos um dia para fazer um passeio com a intenção de ver essa realidade que não temos no sul, se ‘enculturar’, de desfrutar das delícias culinárias e beber dessa fonte que vive a igreja, os homens e as mulheres dessa terra. Tem uns irmãos que depois de comerem umas bandas de tambaqui, estão até pensando em ficar um pouco mais por aqui”, disse Frei Carlos sorrindo.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

4 Comentários em "Capuchinhos do Amazonas e Roraima realizam Encontro de Pastoralistas da CCB"

avatar
Patricia Cabral
Visitante

Experiência gratificante partilhar de nossas vivências em nossa região sobretudo do caminhar dos leigos e leigas em nossa Arquidiocese de Manaus e Regional Norte 1. Que vivamos de mãos dadas leigos/as, sacerdotes e religiosas para a construção de uma igreja transformadora e anunciadora da Palavra de Deus.

Maria das graças hayden de Oliveira
Visitante
Maria das graças hayden de Oliveira

Esse é o caminho todos andar de mãos dadas para sermos mais fortes.lindo , lindo esse lugar

Fátima Cavalieri Mariano
Visitante

Tenho certeza que o encontro foi maravilho. É parabéns pela representatividade do nosso pároco frei William. Que muito nos orienta com sua sabedoria. É o local escolhido é lindo.

Isiane Chaves
Visitante

Muito bom.