Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Pastoral do Dízimo realiza encontro arquidiocesano formativo e reúne 250 agentes

“A maturidade do Cristão Leigo” foi o tema do  Encontrão de Coordenadores da Pastoral do Dízimo que reuniu 250 agentes da pastoral, oriundos dos treze setores da Arquidiocese de Manaus.trabalhado na manhã do dia 8 de abril, no auditório Mãe Paula, localizado no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus. o  Na ocasião, o assessor eclesial, Pe. Leudo Santos, realizou um momento formativo sobre o documento 105 da CNBB –  “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade”.

Durante o encontro pelo Padre Leudo Santos explorou o documento da CNBB sobre os Cristãos Leigos e Leigas, com o objetivo de fazer com que os agentes do dízimo possam entender  a missão deles com leigos que é estar a serviço do todo, sem olhar a pastoral como aquela que trabalha só o financeiro, mas que ela tem a missão de ser um leigo engajado na comunidade, de evangelizar.

“O tema foi ‘A maturidade do Cristão Leigo’ e com ele tentamos mostrar que o leigo tem uma vida e que a cada dia ele precisa amadurecer o seu relacionamento com Cristo, dentro de uma missão engajada, nas pastorais, nas áreas missionárias e nas paróquias. Para que seja um leigo consciente da própria fé. Por isso, que foi trabalhado nesta manhã o conteúdo rico deste documento que nos ajuda a ser uma igreja em saída, como nos pede o Papa Francisco”, destacou o assessor eclesiástico, padre Leudo Santos.

Celi Bernardes, coordenadora da Pastoral do Dízimo Arquidiocesana, considerou ser este um momento de êxito por conseguir reunir representantes de todos os setores da Arquidiocese. “Nós só temos a agradecer pelo empenho de toda a equipe em consegui reunir todos os coordenadores de todos os setores da Arquidiocese de Manaus. Nos deram muito apoio na movimentação de chamá-los, e como Dom Sergio nos disse em um dos encontros que teve conosco que precisamos fazer essa animação na Pastoral do Dízimo, para levar mais informação e formação para os agentes desta pastoral e animar o trabalho que realizam”, afirmou Celi.



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *