Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Edição 2018 do Despertar Vocacional reúne 30 jovens na Maromba

Com o objetivo de cuidar das vocações, acolher e se comprometer com a formação e acompanhamento dos jovens que se colocam à escuta de Deus, com o intuito de formar novos discípulas e discípulas junto as paróquias e áreas missionárias da Arquidiocese, foi realizado nesse fim de semana, mais uma edição do Despertar Vocacional organizado pela Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Manaus com o tema: “Eu te tatuei na palma da minha mão” (Is, 49, 16), reunindo cerca de 30 jovens, entre 14 e 22 anos, que participaram do evento realizado no Centro de Treinamento Maromba, nos dias 7 e 8 de abril.

Segundo a coordenadora Esther Chacon, as atividades começaram desde cedo, com a acolhida, credenciamento e alojamento de cada jovem que, após o café da manhã, já desenvolveram sua primeira atividade da programação já entrando direto no tema do encontro. “Após a acolhida e a oração, eles tomaram café e na sequencia já nos reunimos com os jovens para desenvolver a temática, mas acima de tudo, despertar o sentido de ‘pertença’. Trabalhamos muito a questão da vocação, o chamado e a resposta. Pela parte da tarde já tivemos o ‘caça ao tesouro vocacional’, lanche, e o Lectio Divina, com a leitura orante conduzida pela Ir. Cidinha Batista, com a divisão em pequenos grupos para a prática com textos bíblicos vocacionais”, disse.

Um dos momentos mais marcantes na tarde do primeiro dia, sem dúvida foi a dinâmica do caça ao tesouro, realizada sob o comando da Ir. Sabrina Mosena. “O objetivo é fazer um caça tesouro interno, pela busca do verdadeiro tesouro pelo qual eles foram percorrendo um itinerário e, em cada lugar, em cada espaço, eles eram convidados a deixar algo para trás, ou seja, em cada parada eles escreviam em um papel em branco, aquilo que eles já não queriam mais para a vida deles, que não deixava crescer e nem evoluir, simbolizando que na nossa vida, as vezes vamos enchendo a nossa mochila de lixo e as vezes chega o momento de esvaziar. Finalizamos o momento, queimando o papel daquilo que deixamos para trás e selamos as nossas mãos no pano que nós escrevemos as nossas identidades com aquilo que nos representa, como sinal de fidelidade a essa aliança que Deus faz conosco”, explicou Ir. Sabrina.

No domingo de manhã, conforme explicou Ir. Ana Sandra, da equipe de coordenação, a programação começou após a café da manhã, com o estudo de uma nova temática complementar e finalizou com a celebração presidida pelo bispo auxiliar de Manaus, Dom José Albuquerque. “Quem dizem os homens que Eu sou?” partir dessa temática dentro do projeto de Jesus, nossos jovens foram respondendo dentro de um compromisso que eles concluindo o que eles iniciaram na dinâmica do “Caça ao tesouro”, uma espécie de introdução para o projeto de vida de cada um. Na sequência nós concluímos com a missa presidida por Dom José com os jovens que vieram em busca de descobrir um pouco mais sobre a sua vocação”, comentou Ir. Ana Sandra.

De acordo com Esther Chacon, após o encontro, com todos os momentos de formação e confraternização, ficou muito bem claro que, o sinal que os jovens estão procurando, é um sentido de vida que vai muito além de ser padre ou freira. “A Pastoral Vocacional não trabalha apenas com vocação para padres e religiosos, é um serviço muito mais amplo, que ajudamos aos jovens a se descobrir na sua vocação laical, como a vocação para o matrimonio e sobretudo, a vocação missionária. É um sentido de vida que vai muito além de ser padre ou freira”, explicou Esther.

Fotos – colaboração: Lorenita Lopez

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

2 Comentários em "Edição 2018 do Despertar Vocacional reúne 30 jovens na Maromba"

avatar
cacicley dias
Visitante

2 dias muitos legais amei queria que tivesse todo mes

Ir. Floranice
Visitante

Muito legal. Parabéns!