Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Missa marca início do ano letivo no Itepes e das atividades de 2018 do seminário São José

Na manhã desta segunda-feira (5/2), a celebração eucarística presidida por Dom Mário Antônio, bispo da diocese de Roraima e presidente do Regional Norte 1 da CNBB, marcou o início do ano letivo do Instituto de Teologia Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes) e das atividades de 2018 do seminário arquidiocesano. A solenidade ocorreu na capela do seminário São José e contou com a presença de diversos padres, religiosas, leigos e seminaristas da Arquidiocese de Manaus; das dioceses de Parintins, Coari, Roraima, São Gabriel da Cachoeira; e das prelazias de Borba, Tefé, Itacoatiara; além dos missionários que estão participando do curso de Realidade Amazônica realizado no Itepes.

Logo na abertura, o novo diretor executivo do Itepes, padre Ricardo Castro, que assumiu o cargo após a saída do padre Vanthuy Neto, deu as boas-vindas a todos, pedindo as bênçãos de Deus para o início da caminhada de 2018. “Nós estamos aqui para celebrar essa eucaristia, sinal daquilo que é o único sentido na nossa vida, que é nos colocarmos a serviço de Deus e dos nossos irmãos, principalmente os mais pobres e ao serviço e cuidados da mãe natureza. Que possamos no decorrer do ano, acolher com carinho uns aos outros, nesse grande abraço e nesse grande amor que Deus tem por cada um de nós. Vamos pedir nessa eucaristia, a sabedoria do Espirito Santo, para que nos conduza ao longo desse ano e nos ajude e viver como verdadeiros discípulos e discípulas de Jesus”, comentou padre Ricardo.

Durante a homilia, Dom Mário Antônio, comentou a leitura do evangelho sobre Jesus e seus discípulos na barca, atravessando o mar da Galileia, com o objetivo de aproximar-se das pessoas e propiciar o dom da salvação e saúde a todos àqueles que o procuravam. O bispo também fez um breve comentário a respeito de Santa Águeda, a santa do dia protetora da saúde (sobretudo para as mulheres com enfermidades nas mamas) virgem e mártir dos primeiros séculos do cristianismo, que mesmo diante das dores e humilhações que passou, foi firme em escolher Jesus como seu único Esposo. “Celebrar Santa Águeda no dia de hoje, é nos comprometer de fazer a missão do cristão, daquele que não só conhece, mas acredita em Jesus. Que santa Águeda nos ajude nessa tarefa de realizar nossa missão”, disse Dom Mario.

O bispo continuou a homilia falando sobre a abertura de mais um ano de estudos e convivência no seminário e agradeceu a todo o trabalho que é realizado junto aos seminaristas. “Queridos irmãos e irmãs, esta celebração nos reúne para juntos possamos celebrar mais um ano de comunhão com os padres que estão na reitoria e coordenação dessa casa, juntamente com tantas outras pessoas, leigas e religiosas, que estão voltadas para o trabalho vocacional do nosso Regional Norte ‘1. Que Deus abençoe a todos os seminaristas e a todos esses trabalhos com são realizados com eles, coragem, sejam pessoas capazes de fazer o bem e que o seminário continue sendo essa casa fecunda da missão não apenas do sacerdócio, mas de toda a nossa igreja, arquidiocese, diocese e prelazias”, comentou.

Para finalizar, Dom Mário frisou que a santa missa também tem como objetivo celebrar a abertura dos estudos do Itepes, em comunhão com a direção, com professores e professoras, e com todos os estudantes de teologia, que apoiam e participam, fazendo uma cooperação missionária. “Mais um ano de estudos, mais um ano de amadurecer não apenas na inteligência, mas também na sabedoria, porque a sabedoria alimenta. Nosso Regional e nós bispos somos agradecidos por todo o trabalho que vem sendo feito no Itepes por meio de todos que lá moram e trabalham. Continuamos acreditando e apoiando todo o trabalho que está sendo programado para ser desenvolvido no coração de vocês e de nossas comunidades na Amazônia. Que Deus continue abençoando a todos”, desejou Dom Mário.

Missionários que chegam e missionários que vão

É claro que diante de uma manhã com tantos motivos para celebrar, não poderia deixar de fora a acolhida aos missionários que estão participando do curso de Realidade Amazônica no Itepes. “Muitos de nós podemos até não ter escolhido ou pensado a Amazônia para trabalhar, mas o importante é que a gente desenvolva a missão onde Deus está indicando, pois essa é a alegria dos profetas e missionários. Hoje nós nos reunimos com missionários e missionárias do Brasil e do mundo inteiro, que estão participando do curso de realidade amazônica, é um momento de contato com a realidade da vida de nossas comunidades e desta região. Momento de abrir a mente e o coração, e de conviver com o pé no chão para dar passos certeiros e contar com a colaboração de vocês”, disse Dom Mário.

E continuou. “Aprendi com Dom Sergio, que um missionário não leva Deus para as pessoas, ele encontra Deus no próximo e nas situações simples, humildes e sofredoras. E missão é assim, tem quem envia e quem recebe, tem quem chega e quem parte, a exemplo do padre Isaias que ficou seis anos na diocese do Alto Solimões e hoje está retornando para a diocese de Limeira (SP), cumprindo o convênio missionário entre o regional Norte 1 e o Sul. Então, nós agradecemos a dedicação e carinho. A missão não terminou, terminou o contrato, mas a missão dele com a Amazônia, com as pessoas simples e com a defesa da vida não acabou, pois aqui ou acolá, padre Isaias continua sendo um missionário e um profeta de alegrar e fecundar os corações, que Deus abençoe”, comentou Dom Mário sobre o padre Isaias, que recebeu com muita emoção as palavras do bispo.

 Confira o registro fotográfico. 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



One comment on “Missa marca início do ano letivo no Itepes e das atividades de 2018 do seminário São José”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *