Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Festejos de Santa Luzia da matinha encerram com procissão e missa campal reunindo milhares de fiéis

A Paróquia de Santa Luzia, localizada no bairro Presidente Vargas (matinha), finalizou na noite desta quarta-feira (13/12), os festejos da padroeira com procissão e missa campal presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo pároco Cairo Gama e demais padres convidados. O evento contou com a participação de milhares de fiéis e devotos da santa conhecida como “protetora dos olhos” e encerra uma vasta programação iniciada com o novenário dia 4 de dezembro.

Durante todo o dia, a igreja ficou completamente lotada com os fiéis fazendo suas preces, pedidos e agradecimentos e prestando suas homenagens à santa, seja nas missas (7h e 12h) ou seja na oração do terço das 15h. Após esse momento, os devotos começaram a se concentrar em frente à igreja onde, por volta das 17h, deu-se início à procissão percorrendo as principais ruas do bairro. A animação ficou por conta de padre Charles e padre Marquinhos que, no decorrer do trajeto iam conduzindo o povo com orações e músicas, tudo sendo transmitido ao vivo pelo rádio Rio Mar em 103,5MHz.

Por onde passava, a multidão ia atraindo mais e mais devotos que se juntavam aos romeiros e seguiam juntos em procissão. Durante a caminhada, eram visíveis a devoção e o carinho que os moradores têm por Santa Luzia, muitos enfeitaram os muros e janelas das casas com balões e fitas nas cores vermelha e verde, com quadros e imagens da santa. Quando o andor passava, era impossível segurar a emoção, tanto dos moradores quanto dos romeiros que não cansavam de agradecer. “Venho aqui para agradecer à Santa Luzia por ter a visão perfeita, mesmo já sendo de idade, e pedir pela saúde dos olhos da minha sobrinha que possui miopia num grau muito avançado”, disse dona Antônia de Melo, moradora do bairro de São Jorge.

Dona Maria José, moradora do centro, era outra devota que era só alegria. Após passar por algumas cirurgias nos olhos, ela fez o percurso o tempo todo agradecendo a Deus e à santa Luzia por ter sua visão restaurada. “Foi uma procissão muito bonita, já participo há alguns anos mesmo fazendo parte de igreja de Aparecida, mas tinha que vir aqui agradecer pela minha visão, por eu estar enxergando depois de passar por duas cirurgias esse ano e outra ano passado. A fé é algo extraordinário mesmo, estou muito feliz por isso”, comentou.

A missa campal começou logo após o fim da procissão, com os fiéis aos poucos chegando e tomando seus lugares que, em pouco tempo, lotou a pracinha em frente da igreja. Quem não pode estar presente, teve a possibilidade de acompanhar na integra a celebração pelas ondas da rádio Rio Mar, que assim como fez com a procissão, também transmitiu a celebração do início ao fim. Quem esteve presente, fez bonito, cantando e orando, fazendo da Santa Missa ainda mais bela e participativa.

Durante a homilia, Dom Sergio fez questão de salientar o exemplo de vida que Santa Luzia foi para nós. “A igreja é dos mártires e Luzia faz parte de um grupo de jovens santas que morreram em nome da fé em Cristo como: Inês, Bárbara, Anastácia. O fato de ser cristã e o seu desejo em ser consagrada a Jesus a levaram à morte e a fizeram um exemplo de pessoa que tem convicção, pois nossa vida não tem sentido sem Jesus. Ela viveu nos primeiros séculos da igreja, mas ainda hoje há aquelas pessoas que assim como ela, morrem em nome de Deus. Que Santa Luzia rogue por nós, pela nossa saúde e proteção”, comentou o arcebispo.

De acordo com o padre Cairo, a festa superou as expectativas, pois em todos os momentos o público compareceu e demonstrou toda sua fé seja ajudando na organização ou participando da programação. “Eu acredito que encerramos com chave de ouro, superando as expectativas devido a todo um trabalho de divulgação e participação de uma equipe que atuou em todos os momentos. Devido a esse empenho, a gente percebe que esse ano deu muito mais gente nas novenas, missas, arraial e procissão que nos anos anteriores. Termino os festejos tranquilo e feliz, por termos conseguido executar aquilo que planejamos e até o que não planejamos. Só temos a agradecer a todos que participaram de uma forma ou de outra”, disse o pároco sorridente.

Mais sobre Santa Luzia

Mesmo diante de tanto tortura (teve os olhos arrancados) e sofrimento que passou em nome da fé, nunca perdeu a confiança em Deus. O seu nome vem do latim e significa luz, morreu no ano de 304, mas até hoje é uma das santas mais conhecidas e com devotos no mundo inteiro.

Em Manaus, existem várias comunidades e duas paróquias dedicadas à santa, a outra fica no bairro de Santa Luzia, onde também foi realizada uma bela festa em honra da Santa que finalizou com a procissão reunindo milhares de devotos e a celebração presidida pelo bispo auxiliar Dom Tadeu Canavarros.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



One comment on “Festejos de Santa Luzia da matinha encerram com procissão e missa campal reunindo milhares de fiéis”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *