Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Jornada de Espiritualidade encerra com palestra de padre Adelson e lançamento oficial de seu livro

O Serviço Inaciano de Espiritualidade (Sies), organizou no período de 8 a 10 de novembro, a Jornada de Espiritualidade, que foi realizada no Centro de Treinamento Maromba, das 19h as 21h30, tendo como facilitador os padres: Inácio Rhoden e Adelson Araújo dos Santos (Jesuíta), que encerrou o evento com o lançamento oficial de seu livro, intitulado “O Exame de si mesmo”. Fora os participantes da jornada, o evento também contou com a presença de amigos e familiares que, na noite desta sexta-feira (10/11), lotaram o auditório da Maromba, para prestigiar o lançamento do primeiro livro do padre, entre os convidados, estava presente o Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani.

Segundo Ivone Leitão, coordenadora do Sies, o evento teve aproximadamente 80 participantes inscritos, entre leigos e religiosos, mas no ultimo dia bateu o recorde de pessoas com a vinda dos convidados que vieram adquirir o exemplar do livro autografado. “Na primeira noite, tivemos a presença do padre Inácio Rhoden, superior dos Jesuítas, com o tema: Fé e Discernimento; na segunda noite fizemos a apresentação do padre Adelson, que abordou o tema Discernimento e acompanhamento espiritual; e hoje, por incrível que pareça, o tema bateu com o título do livro dele e ele falou sobre o Discernimento e exame de si, que tem tudo a ver com o livro”, comentou Ivone.

Em sua palestra, padre Adelson falou por quase uma hora, mas o público nem sentiu o tempo passar. Com seu jeito sorridente e descontraído, o padre não perdia o bom humor nem mesmo quando acontecia as famosas “falhas técnicas” do Datashow e, diante de um auditório completamente cheio, ele o tempo todo mostrava preocupação com as pessoas que não paravam de chegar e tentava ver um lugar para a pessoa se acomodar. Em seu discurso falou com propriedade sobre o tema Discernimento e exame de si, trazendo para os participantes uma espécie de resumo do seu livro de forma comentada, que segundo o padre, é resultado de um estudo de seis anos.

“Essa obra, é o resultado de seis anos de dedicação e estudos que eu fiz em Roma para o meu Mestrado e Doutorado. É um exame de consciência na espiritualidade inaciana, por isso não parte de analises abstratas e conceituais. O exame de si mesmo, é um tema que sempre me chamou atenção e agora eu tenho essa alegria de poder partilhar com as pessoas que vão ler o livro e a minha esperança é que o crescimento pessoal não fique só para mim, mas que eu também possa passar para cada leitor e cada pessoa que vai ter acesso a esse conteúdo que oferece muitas pistas de amadurecimento humano, na vida espiritual e também nos serviços que fazemos ao próximo”, explicou o padre.

Um pouco mais sobre o padre escritor

Padre Adelson é natural de Manaus, filho do meio de três irmãos (um médico e outro jornalista) e, de acordo com sua mãe, dona Terezinha, sua vocação veio aos 12 após o batismo no Espírito Santo, mas só foi para o Seminário depois dos 20 anos, após se formar em direito. Seu noviciado foi feito na Bahia durante quatro anos e o juniorado em João Pessoa, na Paraíba. Antes de viajar para fazer seus estudos no exterior, atuava como Superior dos Jesuítas da Região Norte. Atualmente estava morando em Belo Horizonte, trabalhando como formador dos Jesuítas no Brasil, mas agora, se prepara para em janeiro assumir um novo desafio, como único brasileiro membro do corpo de professores da Pontifícia Universidade de Roma, onde atuará como professor de Teologia Espiritual da instituição.

Não há dúvida que o bom humor é um das características marcantes deste padre que trata a todos com carinho, atenção e sorriso no rosto. Antes mesmo do evento ter inicio, padre Adelson ja atendia cada um dos presentes que chegavam com o seu livro em mãos para ser autografado ou ate mesmo para rever e dar um abraço em um velho amigo, que estava de volta a Manaus depois de muito tempo fazendo missão em várias partes do Brasil e do mundo. Uma de suas maiores fãs, fala com segurança: “É uma leitura para se ler e colocar em prática tudo aquilo que ele escreveu, pois é tudo muito importante para nossa vida porque a humanidade está precisando mesmo parar e refletir sobre sua vida cristã”, disse dona Teresinha Araújo, a mãe toda emocionada.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz