Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Formação de Multiplicadores de Motivação e Articulação da Pastoral da Saúde tem início no Cefam

Cerca de 150 agentes de pastoral participaram na noite desta sexta-feira (20/10), da abertura da I Formação de Multiplicadores de Motivação e Articulação realizada pela Pastoral da Saúde Arquidiocesana. O evento ocorreu no auditório Mãe Paula do Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam), Centro da cidade de Manaus, e contou com a presença do bispo referencial da Pastoral da Saúde, pela CNBB, Dom Roberto Francisco Paz; do coordenador nacional da Pastoral da Saúde, Alex Mota; e do vice coordenador, Antônio Pitol, vindos diretamente do Rio de Janeiro.

A abertura oficial do evento, aconteceu por volta das 19h30 com a calorosa boas-vindas do coordenador arquidiocesano da pastoral da Saúde, Paulo Sarraff. Após esse momento, o mestre de cerimônia convidou os formadores visitantes para compor à mesa e todos ficaram de pé para ouvir o Hino Nacional. Todos os palestrantes foram unânimes em elogiar a acolhida que receberam, desde a recepção no aeroporto realizada pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, e também por cada um dos agentes participantes, sendo 80%  formado por mulheres.

“Estamos aqui abrindo este encontro muito esperançosos e animados com esse povo acolhedor, com a proposta de conscientizar nossos agentes de pastoral para continuarem muito motivados junto ao enfermo, mas também promovendo vida e a saúde como um direito conquistado que não podemos abrir mão por que saúde é a fonte da vida e, a pastoral da saúde, junto com a pastoral da criança, são as que mais têm salvado vidas, reduzindo epidemias e mortalidade infantil, atendendo à saúde da mulher, sendo uma das pastorais sociais mais atuantes, proféticas e que querem com esses eventos, formarem mais agentes capacitados e comprometidos, missionários do amor, da vida e da saúde plena”, comentou Dom Roberto Paz.  

Após a apresentação dos integrantes da Pastoral da Saúde Nacional, teve início a primeira palestra do evento com o tema: O que é Pastoral da Saúde, quais são os objetivos, a missão, a visão e os valores, realizada por Alex Mota, que possui mais de 20 anos de caminhada dentro da pastoral. “Nós vivenciamos a cada momento uma nova experiência, algo novo para que possa vir transformar dentro das nossas comunidades e fico muito feliz com a participação de vocês para que possamos trocar experiências utilizando a metodologia da apresentação de slides e atividades práticas de grupo pois aprendemos muito com os relatos de vocês e isso que faz transformar a pastoral no contexto de cada realidade local”, explicou Alex.

Objetivos e metas do encontro

De acordo com os organizadores, os objetivos do evento são: formular um plano de ações para divulgar o que é e o que faz a pastoral; ampliar o auxílio que presta à população mais carente que precisa de apoio e orientação em saúde no momento de suas enfermidades; melhorar a prestação de serviço e desenvolver o projeto farmácia comunitária; além de propiciar informações e conhecimentos necessários aos Agentes da Pastoral da Saúde e Pastorais Sociais da Regional Norte I, sobre atividades desenvolvidas, estratégias e mecanismos que possibilitem ampliar, melhorar e sustentar uma política de saúde onde as novas práticas considerem o ser humano integral, com suas necessidades de atendimento e atenção adequados.

Oração do Agente da Pastoral Da Saúde

Acalma meu passo, apressado, ó Senhor, torna-me um instrumento mais eficaz da tua misericórdia. Abençoa a minha mente para que eu não seja indiferente ou insensível, mas esteja atento às necessidades do irmão que Sofre. Abençoa meus olhos para que estejam abertos para reconhecer o teu rosto no rosto de cada doente, leva-me a descobrir a luz e os tesouros interiores de cada um. Abençoa meus ouvidos para que acolham as vozes dos que pedem para serem escutados e respondam as mensagens dos que não sabem expressar-se. Abençoa minhas mãos para que não permaneçam fechadas e indiferentes, mas transmitam calor e proximidade a quem precisa de uma presença amiga. Abençoa os meus lábios para que não pronunciem frases feitas de palavras vazias, mas transmitam compreensão e carinho de um coração que ama. Abençoa meus pés, ó Senhor, para que possam deixar rastros de minha passagem por este mundo. Dá-me o dom de promover o diálogo silencioso do doente contigo. Amém.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz