Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

ANEC realiza o I Encontro de Pastoral com o tema “Ecos da Laudato Si no Currículo”

Cerca de 40 pessoas, leigos e religiosos, vindos não só de Manaus, mas também de outros estados como Pará, Rondônia e Amapá, participaram na noite desta segunda-feira (11/9) do I Encontro de Pastoral com o tema “Ecos da Laudato Si no Currículo”, realizado pela Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC), tendo como palestrante o professor Humberto Silvano e como objetivo, o fortalecimento da ação pastoral e evangelizadora dentro das instituições católicas.

Entre os participantes do evento estavam representantes de instituições de ensino tais como: Colégio Preciosíssimo Sangue (CPPS), Colégio Auxiliadora, Colégio Santa Teresinha, Colégio Santa Dorotéia, Colégio Dom Bosco Leste, Escola Santa Maria Mazzarello, Colégio Nossa Senhora do Rosário de Itacoatiara, Pró-Menor Dom Bosco, além de agentes pastorais de vários movimentos ou serviços que atuam na Igreja, como por exemplo a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) e Pastoral Universitária da Arquidiocese de Manaus (PU), que aliás foi a PU que “patrocinou” a vinda do palestrante que chegou à cidade semana passada para participar do IV Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos (EBRUC), que foi realizado em Manaus entre os dias 7 e 10 de setembro.

Para Elisângela Barbosa, coordenadora de projetos pastorais da ANEC Nacional, o evento realizado pela CNBB com os universitários cristãos, foi uma grande oportunidade para aproveitar a presença do professor Humberto para debater sobre um tema que foi escolhido “de forma estratégica”, para poder debater os assuntos abordados na Laudato Si de forma mais prática dentro do ambiente educacional. “Ecos da Laudato Si no Currículo foi um tema escolhido para o encontro, já pensando no nosso contexto educativo como escola e universidade católica, onde vamos estudar a encíclica do Papa Francisco que fala sobre a ecologia, proteção do meio ambiente entre outras as coisas. Na carta, ele nos mostra que estamos diante de um desafio cultural e se é um desafio cultural, a educação também é chamada a contribuir e se colocar nessa caminhada de uma vida mais sustentável e, aproveitamos a oportunidade do professor Humberto estar participando de outro evento aqui no Amazonas, e chamamos ele para poder refletir juntos com as escolas aqui do Amazonas que para nossa surpresa teve representantes de outros estados também”, disse Elisângela.

O evento começou um pouco depois das 18h, com a fala do pe Gennaro Tesauro, coordenador da ANEC Amazonas e conselheiro da Câmara de Mantenedoras ANEC AM, que deu início ao encontro fazendo a tradicional “quebra de gelo”, pedindo para que cada participante fizesse uma breve apresentação, depois conduziu a oração inicial e após o canto, passou à palavra para a equipe de coordenação falar um pouco sobre o objetivo do encontro e as atividades da ANEC tem desenvolvido nas escolas, cabendo à Lídia Monaliza, secretária estadual da ANEC Amazonas, fazer a apresentação do palestrante.

Com seu jeito simples, de maneira bem humorada e com um leve sotaque “importado”, o professor Humberto falou um pouco mais de uma hora de maneira cativante que os participantes nem sentiram passar. Entre os tópicos abordados estiveram: Três pontos sobre o currículo evangelizador; a escola católica confessional (missão, visão e valores); atitudes e competências propostas pelo currículo evangelizador; os desafios da escola católica; eixos integradores de ensino segundo a Laudato Si; Ecos da Laudato Sí (Abertura ao bem; Não ignorar o aspecto social e Sensibilizar, Solidariedade e Responsabilidade); agentes de pastoral (especialistas e generalistas) na escola católica, entre outros

Após a formação, todos os participantes sentaram em círculo para debater na roda de conversa, os tópicos abordados pelo palestrante. De forma bem extrovertida, um a um foram partilhando de maneira espontânea para enriquecer ainda mais o tema que havia sido abordado e no fim todos, foram unânimes em afirmar o quanto a palestra foi proveitosa e enriquecedora. “Acredito que a explanação do professor Humberto, movimentou algo onde cria-se uma rede entre as próprias escolas para que elas compartilhem suas experiências exitosas na questão da ecologia, sustentabilidade e na promoção da vida”, comentou a coordenadora Elisângela.

Segundo a avaliação do formador, o encontro foi muito positivo no sentido de conseguir esclarecer algumas dúvidas e apontar alguns caminhos. “O convite da ANEC foi muito gratificante pois, no universo da educação, o currículo é uma ferramenta do dia a dia para gestores, professores, pedagogos que se colocarmos numa linguagem segundo a Laudato Si, encontramos várias pontes em comum que nos permite tecer estratégias para nossas escolas e igrejas, cultivar a ideia da ‘Casa Comum’, que a partir do projeto de Jesus Cristo, nos traz uma vida melhor para todos”, disse Humberto. Para finalizar, o grupo assistiu uma apresentação cultural com danças regionais e encerrou o encontro com um coquetel.

Mais sobre o palestrante

Chileno de nascimento, mas brasileiro de coração, Humberto Silvano Herrera Contreras, além de atuar como assessor pedagógico-pastoral da ANEC Nacional, também trabalha como filósofo e pedagogo pela Faculdade Padre João Bagozzi, em Curitiba (PR) onde reside. É Mestre em Educação pela Universidade Tuiuti do Paraná e doutorando em Educação na Universidad Católica de Santa Fé, na Argentina. Atualmente é o professor dos cursos de pós-graduação do Núcleo de Ciências da Vida e Sociedade (NUCIVIS), e no Curso de Pedagogia.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

2 Comentários em "ANEC realiza o I Encontro de Pastoral com o tema “Ecos da Laudato Si no Currículo”"

avatar
Patricia Cabral
Visitante

Momento muito marcante e importante para nossas escolas católicas. Parabéns a ANEC Amazonas pelo evento

Isiane
Visitante

Muito bom!

wpDiscuz