Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Dom Sergio celebra missa com os novos padres da congregação dos Joseleitos

A Comunidade Santo Expedito, localizada na rua Mali, quadra 70, s/N – bairro Nova Cidade, pertencente à Área Missionária São Paulo Apóstolo, do setor Pe. Pedro Vignola, esteve em festa na noite desta terça-feira (04/07), quando recebeu 10 padres da congregação religiosa brasileira intitulada Sociedade Joseleitos de Cristo, ou seja, eleitos de São José, que escolheram Manaus como local do terceiro encontro dos padres novos da congregação (de zero a cinco anos de ordenação sacerdotal), que vieram de diversas partes do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador (BA) e outros.

Presidindo a celebração estava o Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, que concelebrou ao lado do padre Isaias, pároco; padre Fernando, vigário paroquial; e padre Júlio Cesar, diretor geral da congregação dos Joseleitos que possui sede na Bahia. Após a procissão de entrada e todos tomarem seus lugares, padre Isaias fez a acolhida dos paroquianos que lotaram a igreja e salientou a satisfação que a comunidade estava vivendo por estarem recebendo pela primeira vez, a presença do Arcebispo. Muito simpático, Dom Sergio saudou a todos com alegria e deu as boas vindas aos padres presentes que logo depois, se apresentaram para assembleia.

“A nossa congregação hoje possui 51 padres e, anualmente nos reunimos para viver um momento de encontro, de confraternização e de partilha não só das primeiras experiências, mas também um momento de formação, como tivemos na tarde de hoje com Dom José, bispo auxiliar de Manaus, falando para nós sobre Eucaristia e Liturgia. Esse é o terceiro encontro que realizamos, o primeiro foi em Belém (PA), o segundo foi em Brasília e agora aqui, em Manaus. Para nós é um momento de grande alegria, pois nenhum dos padres que aqui estão tinha vindo antes na capital do Amazonas, essa Terra abençoada por Deus”, disse padre Júlio Cesar ao dar as boas vindas.

E a comunidade caprichou para recepcionar da melhor forma possível, não só o Arcebispo, como todos os sacerdotes vindos de cidades diferentes e reunidos num só lugar, para celebrar seu ministério. “Acho que a gente cumpriu o nosso papel. Ensaiamos bastante e esperamos esse momento com muita ansiedade, pois não é todo dia que recebemos um bispo e tantos padres assim. Foi um trabalho que realizamos com muito carinho, de um jeito todo especial para que saísse uma celebração muito linda”, comentou emocionada Célia Cruz, coordenadora da equipe de música. 

“Nós passamos duas semanas nos organizando, preparando liturgia e tendo o cuidado de selecionar cantos que todos soubessem e que a comunidade pudesse participar cantando. Foi muito importante para nós essa presença do arcebispo em nosso meio, que veio pela primeira vez em nossa comunidade nos abençoar”, completou Willijane Saboia, coordenadora da comunidade. Ao final da celebração, formou-se a tradicional sessão de fotos para registrar o momento com os ilustres visitantes e, para fechar com chave de ouro, a comunidade ainda organizou um jantar de confraternização para os religiosos presentes.

Pequeno histórico da congregação

Padre José Gumercindo Santos, nasceu na cidade de Itabaiana no Estado de Sergipe em 15 de agosto de 1907 No dia 19 de março de 1950 fundou-se a Congregação Sociedade Joseleitos de Cristo. Em 1958 deu início a construção do Seminário São José (casa-mãe) – Tucano-Bahia, abrindo, subsequentemente, as suas portas de forma gratuita para muitos jovens que aspiravam o sacerdócio e a vida religiosa segundo o carisma joseleito.

Carisma: Difusão da doutrina cristã e educação da infância e da juventude, assistência e promoção dos pobres, sobretudo os órfãos e idosos, animação, amparo e preparação de vocacionados pobres a vida religiosa e sacerdotal.

Espiritualidade: Busca a união íntima e profunda com Deus através da oração (comunitária e pessoal) do trabalho apostólico e da convivência comunitária seguindo o Cristo, servindo-o com humildade e simplicidade (a exemplo de São José) nos pobres, órfãos, jovens e vocacionados conforme a ação educativa de Dom Bosco.

 

 

Matéria completa em breve



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz