Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Procissão e missa campal marcam o final dos festejos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada à Rua Inocêncio de Araújo, 44 – Educandos, organizou na noite desta terça-feira (27/6) uma grande festa em homenagem à padroeira que iniciou às 17h30, com os devotos dentro da igreja fazendo a oração de N.Sra. do Perpétuo Socorro. Logo em seguida, saíram em procissão percorrendo as principais ruas do bairro até retornarem ao Centro Social e Cultural Zulandio Pinheiro, situado nas proximidades da paróquia, onde aconteceu a missa solene, presidida pelo Arcebispo Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo pároco, Pe. Amarildo Luciano, e pelos padres Alcimar Araújo e Bruno, ambos vindos diretamente de Iranduba para participar da santa missa.

E não há dúvidas, de todos os títulos que a mãe de Jesus possui, o de N. Sra. do Perpétuo Socorro com certeza é um dos que mais possui devotos em todo mundo há séculos. Em Manaus, os fiéis devotos da santa apareceram dos quatro quantos da cidade para a tradicional procissão, cujo o ponto de encontro era na frente da própria igreja, de onde começaram o trajeto pelas ruas do bairro, cantando e orando, sempre tendo a frente a presença do Arcebispo como a figura que guia seu rebanho. Mesmo com o sobe e desce das ladeiras existentes pelo caminho, o povo de Deus não desanimou e seguiram firme e forte até o local onde foi realizado a celebração.

Durante a homilia de Dom Sergio, o arcebispo salientou mais uma vez a importância de Maria para os cristãos ao assumir o papel da mãe de todos nós. “O evangelho fala da hora de Jesus na cruz, a hora em que parece que o pecado venceu, pois Cristo estava morrendo crucificado, mas foi nesse momento que se manifestou a graça do amor divino, nesse ambiente de vitória e derrota, de pecado e de amor, que Deus nos dar a sua mãe, Maria, um momento impar da história da salvação, Maria se torna a mãe de todos nós e não apenas a mãe do redentor, ela é aquela que nos carrega no colo como na imagem de N.Sra. do Perpetuo Socorro e quantas foram as vezes que não recorremos ao colo da mãe num momento de dificuldade ou de perigo. Que Maria possa nos acompanhar e nos abençoar todos os dias, que possamos sempre prestar a nossa devoção e nossa fé”, disse

“Estivemos reunidos em novena durante três dias antes da grande festa e, no decorrer do tríduo na nossa paróquia gostaria muito de agradecer a dedicação, ao compromisso dos nossos confrades, das Irmãs de Santa Catarina, aos companheiros da liturgia, aos ministros da eucaristia, aos coroinhas, a todos os funcionários da nossa paróquia e todos os agentes de pastorais de nossas três comunidades, e peço desculpas se estive um pouco ausente nesses dias que tivemos muito trabalho, mas é porque estamos a frente da organização para a procissão de São Pedro, uma das que possuem mais exigências para que possa acontecer” comentou o Pe. Amarildo ao encerrar a celebração convidando a todos para participar do arraial.

Para os paroquianos, a celebração foi uma graça de Deus e uma justa homenagem à Maria. “Todos os anos eu venho pois sou devota e N. Sra. do Perpétuo Socorro tudo isso e muito mais porque ela é a nossa mãe querida que não nos nega nenhum pedido e merecia uma festa linda dessa. Estou muito feliz principalmente por ver que a cada ano mais e mais pessoas estão presentes, animados e fervorosos”, comentou Renildes Batista. “É sempre uma honra para nós, moradores do Educandos, participarmos dos festejos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro! Com a procissão podemos percorrer as ruas louvando a Deus e pedindo paz. Nosso bairro está precisando”, completou Emilly Dantas, servidora pública.

Sobre a devoção à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

A devoção a Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro é uma devoção universal, conhecida e venerada em todos os continentes do mundo, talvez a mais ampla e conhecida devoção de Nossa Senhora, especialmente no Oriente. No mundo todo são realizadas as famosas Novenas Perpétuas em honra de Nossa Senhora Mãe do Perpétuo Socorro. Em 1866, o Papa Pio IX o entregou aos Padres Redentoristas para que divulgassem essa devoção, o que eles fazem ainda hoje. Ela é a Patrona dos Redentoristas.

O famoso e conhecido quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi pintado em estilo bizantino e representa Nossa Senhora, Mãe de Deus, a Senhora das Dores, que socorre seu Filho ainda Menino assustado diante da visão de São Miguel com o vaso de vinagre à esquerda e São Gabriel com a Cruz à direita. A Criança divina assustada diante desses instrumentos de sua Paixão se refugia nos braços de sua Mãe, agarra em suas mãos e deixa cair a sandália do pé direito. A Mãe a acolhe e a prepara para um dia viver a Paixão redentora da humanidade. O quadro tem origem desconhecida; segundo uma antiga tradição teria sido pintado por São Lucas, o que não é garantido. Mas com certeza se sabe que desde 1499 é venerado em Roma. Atualmente o quadro original se encontra na igreja de Santo Afonso de Ligório em Roma.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz