Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Celebrar o Jubileu dos Diáconos no Vaticano, momento inesquecível.

O diácono Francisco Salvador Pontes Filho (Chiquinho), vice-presidente da Comissão Nacional dos Diáconos (CND) e sua esposa Ana Cecília Pontes, partilharam a experiência extraordinária vivida por ocasião da Celebração do Jubileu dos Diáconos Permanentes no Ano da Misericórdia no Vaticano, com o papa Francisco, que presidiu a missa solene de encerramento, e diáconos e esposas do mundo inteiro.

“Foi um momento inesquecível, vivido por mim e minha esposa, naquele dia 29 de maio, em especial por fazer a Oração dos Fiéis em português, na missa solene de encerramento”, disse Chiquinho. “Importante foi ver revelado esse apreço que a Igreja tem pelo ministério diaconal. Ficou muito claro, na homilia do papa Francisco, o pedido aos diáconos do mundo inteiro de maior comprometimento e acolhida para com os sofredores e pobres”, falou.

Diácono Chiquinho destaca outro aspecto importante visto no Jubileu: “Ver a alegria estampada nos rostos dos diáconos por estarem reunidos em torno do Pastor Universal da Igreja e ouvir dele um agradecimento pelo serviço do nosso ministério na Igreja e na sociedade”.

Durante o evento os participantes forma divididos em grupos conforme o idioma e cada grupo foi enviado em peregrinação à uma Igreja jubilar de Roma, passando pela Porta Santa. O grupo de língua portuguesa foi em peregrinação à Basílica de Santa Maria Sopra Minerva. Além de celebrações, ouviram palestras sobre a vida e o ministério diaconal na Igreja e na sociedade. As igrejas que receberam os grupos estiveram sempre lotadas, graças também ao grande número de diáconos permanentes com esposas e filhos.

A peregrinação do casal diácono Chiquinho e Ana Cecília foi cumprida de 26 a 30 de maio de 2016.

 

 

De Palmas, Tocantins, diácono José Carlos Pascoal – ENAC / CND


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz