Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Nota de Pesar – Dr. Júlio Torres – Pastoral Familiar da Arquidiocese de Manaus

É com pesar que informamos o falecimento do médico Júlio Rufino Torres, que, junto com sua esposa iniciou os trabalhos da Pastoral Familiar da Arquidiocese de Manaus.

O velório do Dr. Julio Rufino Torres (Pastoral Familiar) ocorre na sede do Conselho Regional de Medicina (CRM AM), situada à Avenida Raimundo Parente, n.06, bairro Flores, desde as 10h da manhã.

Às 14h30 haverá missa de corpo presente, presidida por D. Mario Pasqualotto.

Saída às 15:30 e sepultamento às 16:30, no Cemitério São João Batista.

 

 

Sobre o Dr. Júlio Rufino Torres

Ele era ortopedista, graduado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Fez residência no Hospital das Clínicas, em São Paulo. No Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CRM-AM), foi presidente e vice-presidente entre 2003 e 2008. No Conselho Federal de Medicina (CFM), o conselheiro integrou a Câmara Técnica de Urgência e Emergência, na Gestão 2009-2014.

Se aposentou em 2015, após 50 anos de profissão e carreira dedicada.

Na Arquidiocese de Manaus

Júlio Torres, junto com sua esposa Maria Auxilium, teve  grande entusiasmo para o engajamento na Igreja e trabalho
com as famílias após a participação no Cursilho de Cristandade, realizado em abril e maio de 1975. A partir desse momento, junto com um grupo de casais amigos que tinham o anseio de seguir a Cristo, conseguiram a disponibilidade de um sacerdote, o padre agostiniano Frei Laurindo, que aceitou o convite para dar-lhes formações todas às quartas-feiras.

Ainda em 1975, foram chamados pelo capuchinho Frei Thomás a dar palestras para noivos em preparação para o sacramento do matrimônio na Paróquia São Sebastião. Também foram convidados a participar do movimento Equipes de Nossa Senhora (ENS) pelo casal Déa e Joaquim Margarido e pelos padres redentoristas Luis Kirchner e Carlos Steiner, que os acompanhou por 30 anos na equipe 2 – Nossa Senhora Aparecida.

Em 1981, o casal tornou-se mais fervoroso e tudo os animava. Criaram o “Grupo de Casais Amigos” e o “Dia de Casais” (Dica), que consistia em um retiro para casais com duração de um dia, oferecido às Paróquias da Arquidiocese de Manaus.  Dessa forma, iniciou a Pastoral Familiar.

O casal e seus amigos foram responsáveis pelo treinamento de pessoas para tocar a Pastoral Familiar nos diversos setores da Arquidiocese.  Foram mais de 30 anos evangelizando casais e fazendo campanha em favor da vida, além de levar Deus ao lar de famílias, orientando os casais na vida conjugal e na educação dos filhos, também proferiram palestras em escolas a favor da vida (contra o aborto).



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz