Arquidiocese de Manaus

Missionários participam de apresentação da cultural no santuário N.S. da Amazônia

Cerca de 30 missionários do curso Realidade Amazônica, promovido pelo Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes), participaram na tarde do dia 22 de fevereiro, de uma apresentação cultural realizada pelo grupo Gaponga, do músico e poeta Celdo Braga, no Santuário Nossa Senhora da Amazônia, localizada à Rua Cerina Souto, 357, Itapurunga IV – Conjunto Alpha Ville – Ponta Negra – Setor Alvorada.

Encantados, os presentes acompanharam cada explicação de algumas riquezas da amazônia que faz parte do trabalho que o grupo faz, pois seus instrumentos musicais são feitos com o que vem da natureza (sementes, cuia, madeira, dentre outros), e as belíssimas músicas com sons da natureza e cantadas ao vivo. Na ocasião eles apresentadaram os CDs de músicas do grupo Imbauba e Gaponga (apenas para as apresentações na liturgia), e o livro “Nossa Senhora da Amazônia – Símbolos Litúrgicos”, escrito por Celdo Braga, que apresenta cada detalhe do santuário descrito em poemas.

Pe. Reneu Stefanello contou a história do projeto Nossa Senhora da Amazônia, que inclui a construção da igreja e criação da área missionária, e ainda destacou cada detalhe dos objetos litúrgicos com motivos amazônicos talhados em madeira pelo artesão Haroldo Cavalvante.

O arcebispo Dom Sérgio acompanhou tudo e também ficou maravilhado com a qualidade do trabalho do grupo Gaponga, afirmando que a sensibilidade do artista e poeta é fundamental para cultura e eles contribuíram muito com o projeto deste santuário em meio a natureza que tem vida e espiritualidade peculiar. “Quem chega ao Santuário de Nossa Senhora da Amazônia se encanta com a beleza que brota da integração do ambiente do culto com a natureza que o envolve e não deixa o crente esquecer que está no coração da floresta. As imagens e objetos sagrados são obras de artesãos regionais e foram concebidos e executados a partir da fé que encarna na cultura, e querem ajudar os que ali chegam em busca da graça sacramental a voltar o coração e mente para a Trindade que tudo criou e tudo sustenta”, destacou Dom Sérgio.

No encerramento, o grupo entoou o hino à Nossa Senhora da Amazônia e Dom Sérgio deu a benção aos presentes.

 

 

 

     



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *