Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Arquidiocese celebra Dia Mundial de Oração Contra o Tráfico de Pessoas em diversas paróquias e áreas

O dia 8 de fevereiro é o Dia Mundial de Oração Contra o Tráfico de Pessoas (DMOT), desde 2015, e seu lema é “acenda uma luz contra o tráfico”. A edição de 2017 introduz uma novidade, buscando equilibrar a proposta de “oração” e de “reflexão”, ressaltando um aspecto específico do vasto e complexo fenômeno do tráfico de pessoas: o tráfico de meninos, meninas e adolescentes. Por isso, este ano, traz um slogan específico: “São crianças! Não escravos!”.

Em Manaus, a Rede o Grito Pela Vida convida toda a sociedade para vivenciar essa data pedindo a Deus por todas as vítimas do tráfico de pessoas. Durante esta semana, várias paróquias e áreas missionárias vão realizar algumas atividades para promover momentos de oração pedindo por todas as vítimas do tráfico e exploração de pessoas, envolvendo todos nesta luta em favor da vida e da dignidade humana. Uma das iniciativas acontece na sede da Conferência dos Religiosos do Brasil – CRB, Av. Joaquim Nabuco – Centro, às 14h. O encontro é aberto para os que desejarem participar.

O Dia Mundial de Oração Contra o Tráfico de Pessoas foi instituído em 2015, pelo Papa Francisco. Neste ano todos foram convidados do primeiro DMOT, apresentado em 3 de fevereiro à imprensa internacional através de uma coletiva. As iniciativas em Roma foram: uma vigília de oração, uma celebração eucarística e a participação com faixas na oração do Angelus na Praça S. Pedro, durante a qual o Papa Francisco recordou o evento, dirigindo essas palavras:

“Queridos irmãos e irmãs, hoje, 8 de Fevereiro, memória litúrgica de santa Josefina Bakhita, a Irmã sudanesa que quando era menina fez a trágica experiência de ser vítima do tráfico, as Uniões das Superioras e dos Superiores-Gerais dos Institutos religiosos promoveram o Dia de oração e reflexão contra o tráfico de pessoas. Encorajo quantos estão comprometidos a ajudar homens, mulheres e crianças escravizados, explorados, abusados como instrumentos de trabalho ou de prazer e muitas vezes torturados e mutilados. Faço votos por que todos os que têm responsabilidades de governo se comprometam com determinação a remover as causas desta chaga vergonhosa, uma chaga indigna da sociedade civil. Cada um de nós se sinta comprometido a ser voz destes nossos irmãos e irmãs, humilhados na sua dignidade. Rezemos todos juntos a Nossa Senhora, por eles e seus familiares. (Papa Francisco, Angelus Domini – 8 de fevereiro de 2015)

 

Mais informações podem ser acessadas no site http://preghieracontrotratta.org/


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz