Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Primeira missa de 2017 comemora a solenidade de Maria Mãe de Deus

No dia 1 de janeiro, o arcebispo metropolitano de Manaus, Dom Sérgio Castriani, presidiu a primeira missa de 2017 na Catedral Metropolitana, quando celebrou a solenidade de Maria Mãe de Deus, a santa mulher que deu a luz o Rei que governa o céu e a terra pelos séculos eternos. Nessa data também se comemora o dia mundial e por isso, antecedendo a procissão de entrada, a assembleia recebeu com alegria a bandeira da paz e em seguida a imagem de nossa senhora.

Dom Sérgio, durante a homilia, explicou o motivo de se festejar Maria como a mãe de Deus. “No primeiro dia do ano e oitavo dia depois do Natal, a Igreja celebra Maria mãe de Deus, momento em que olhamos Nossa Senhora e afirmamos que ele é Mãe de Deus. Também comemoramos a festa da dividade de Jesus, pois Jesus é Deus, nasceu de Maria, mas foi gerado por Deus desde toda a humanidade. Ele é o filho, a terceira pessoa da Santíssima Trindade. Essa é a fé da Igreja e a nossa fé, que motiva-nos a viver de uma forma diferente. A fé que moveu gerações e gerações de cristãos. Esse título de Nossa Senhora é uma profissão de nossa fé na dividade de Jesus, pois o menino que dela nasceu, que está no presépio, é Deus. É a essência da vocação de Maria, ser a mãe de Deus. Isso é fundamental na fé cristã, na fé da Igreja. Jesus veio de uma mulher, nasceu na plenitude dos tempos, para realizar o plano de amor de Deus, a benção de Deus. No antigo testamento já se pedia que Deus voltasse a sua face para nós, que ele olhasse pra o povo e isso se fez em Jesus. O Papa Francisco ao declarar o ano da misericórdia, disse que o rosto de Deus é Jesus Cristo, é a face, a revelação de Deus”, destacou o arcebispo de Manaus.

O arcebispo também lembrou que nesta data também se comemora o dia da paz, que a humanidade tanto anseia. “Para nós a paz é Jesus, ele traz a paz para o nosso coração, quem encontra Jesus torna-se pacífico, é importante sermos agentes da paz. Sabemos como a violência faz mal e tem tomado conta da sociedade, pois nós também nos tornamos violentos através de uma linguagem violenta. Com a nossa língua muitas vezes acabamos com a imagem do outro, quando falamos mal das pessoas. Devemos nunca reagir com violência, seguindo o caminho de Jesus que se recusou a usar de violência e deu a outra face, ensinando assim o caminho da paz”, afirmou Dom Sérgio.

Por fim, ele lembrou as duas caminhadas pela paz realizadas na Arquidiocese de Manaus no primeiro dia do ano, sendo uma na cidade nova, saindo da praça da Igreja São Bento até o Cruzeiro, onde se celebra missa toda primeira segunda-feira do mês em favor da Paz, pelas vítimas das diferentes formas da violência, seja proveniente do transito, do tráfico de drogas, e outros; e outra no bairro Dom Pedro, na Igreja Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos. “Oxalá consigamos não ser violentos, pois assim o mundo será melhor. E Jesus disse que são bem-aventurados os pacíficos, os que promovem a paz”, finalizou Dom Sérgio.

 

 

missa-maria-mae-de-deus-1jan2017

 

Fotos:  Pastoral da Comunicação (Pascom) da Catedral Metropolitana – Nossa Senhora da Conceição



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz