Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Dom José celebra missa de formatura da turma de 2016 da Escola de Teologia Pastoral

Na noite do dia 24 de novembro, cerca de 80 pessoas, entre familiares, alunos, ex-alunos, professores, participaram da formatura de 11 alunos da Escola de Teologia Pastoral. A cerimônia foi presidida pelo bispo auxiliar Dom José Albuquerque e foi realizada no auditório Mãe Paula, no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam).

Iniciada em 1996, com o objetivo de ser um instrumento de ajuda na formação de agentes para evangelização da Igreja de Manaus sintonizando-os com a caminhada pastoral de nossa Arquidiocese e da Igreja do Brasil, a Escola de Teologia Pastoral consiste num processo sistemático de Formação Teológica e Pastoral para Agentes de Evangelização através do qual o Cefam busca atender as orientações sempre presentes nas Assembleias Pastorais Arquidiocesanas (APAs) de promover a formação e capacitação de agentes.

Entre os pré-requisitos para a admissão dos candidatos estão: Tenham frequentado um curso/escola de nível básico; Tenham noções elementares dos documentos da Igreja; Tenham conhecimento prévio da Bíblia (Introdução aos livros da Bíblia, manuseio, divisão, nº de livros, Livros do 1º Testamento e do 2º Testamento, significados dos pontos, vírgulas, ponto e vírgula, hífem); Estejam inseridos na vida comunitária/pastoral ou interessadas em aprofundar seus conhecimentos e sua fé; e Ter o ensino médio completo ou cursando.

A Escola de Formação Pastoral desenvolve-se ao longo de dois anos (quatro semestres), perfazendo um total de 840 horas. As aulas são realizadas três vezes por semana – segunda, terça, quarta das 19h às 21h30. “Reconhecemos que em dois anos de curso, com aulas três dias da semana, a carga horária torna-se limitada para superar os desafios inerentes ao processo formativo dos agentes”, disse Cleidiane Anjos, coordenadora da Catequese Arquidiocesana a Serviço (CAS).

“Aos 11 que estão concluindo essa etapa de formação que não desistem e que muitas coisas boas que aconteceram em suas vidas sirvam de fortalecimento da caminhada, o que o povo mais precisa são de testemunhas santificadas, testemunhas que possam fazer sua parte na evangelização. Que Deus possa fazer com estes 11 alcancem 11.000 corações e que façam frutificar a sementes que Deus colocou no mundo”, disse Dom José durante sua homilia.

Colaborou Patrícia Cabral

montagem



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz