Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Scalabrinianos acolhem relíquia da beata madre Assunta que visita a cidade de Manaus

Padres, religiosas e leigos scalabrinianos festejaram a presen�a da rel�quia da cofundadora da Congrega��o das Irm�s Mission�rias de S�o Carlos Borromeo, as Scalabrinianas,  beata Madre Assunta Marquetti, trazida pela superiora provincial Irm� Zenaide Ziliotto. Para isso, na Igreja S�o Geraldo, foi realizado um tr�duo em prepara��o pela chegada da rel�quia, nos dias 24, 25 e 26 de agosto, e uma missa solene de acolhida desta na manh� do dia 28 de agosto, presidida por Dom S�rgio Castriani e concelebrada pelos padres Valdeci Molinar e Piere, ambos scalabrianos.  A rel�quia fica em Manaus at� o dia 31, quando viaja para o Acre, que tamb�m um local de miss�o da congrega��o.

?A visita can�nica da rel�quia da beata Madre Assunta Marquetti � um momento muito importante, um sinal da gra�a de Deus presente na Arquidiocese de Manaus, atrav�s das irm�s Scalabrinianas e do carisma muito atuantes na cidade que � o servi�o mission�rio aos migrantes. N�s temos um trabalho muito intenso de acolher quem chega, sobretudo os imigrantes que chegam todos os dias, como os haitianos e, agora, os venezuelanos. Nosso trabalho inclui sobretudo a evangeliza��o e a integra��o no local onde chega.  Somos convidados nesse tempo de gra�a, festejar essa grande gra�a que � a rel�quia de madre assunto, a cofundadora da congrega��o, que lutou com coragem e f� pela ades�o ao carisma scalabriniano. Por isso que n�s veneramos a rel�quia que � um peda�o do osso do f�mur da beata. � como se realmente tiv�ssemos com ela presente hoje, aqui na Igreja S�o Geraldo que acolheu muitos migrantes?, afirmou Irm� Arceolidia Souza.

Ir. Zenaide Ziliotto foi convidada pelo arcebispo para contar um pouco da hist�ria desta mission�ria italiana que veio ao Brasil, aos 24 anos de idade, para acolher os imigrantes Italianos e principalmente as crian�as �rf�s que perdiam os pais por consequ�ncia da longa viagem de navio e pela peste que os acometia em S�o Paulo. Segundo ela, a irm� Assunta doou sua vida por inteiro, cuidando de um orfanato para essas crian�as, desempenhando a miss�o com humildade, gratuidade, caridade e a miseric�rdia, confiando sempre na provid�ncia divina que sempre sustentou. Nunca retornou ao seu pa�s de origem, vivendo 53 anos no Brasil, especificamente em S�o Paulo e no Rio Grande do Sul, onde estavam as maiores col�nias de italianos.  Madre Assunta foi declarada bem aventurada pelo papa Francisco em 25 de outubro de 2014.   ?Ela respondeu ao chamado de Deus de forma radical, doando totalmente a sua vida. Fez a diferen�a porque amou profundamente, confiando sempre na provid�ncia de Deus. Viveu heroicamente as virtudes que hoje o Evangelho nos apresentou, afirmou a superiora.

Em Manaus existem quatro irm�s e dois padres scalabrinianos atuando fortemente no acolhimento dos imigrantes e migrantes, com espa�o para atend�-los na Igreja Nossa Senhora da Nazar�  – centro  e Igreja S�o Geraldo – Chapada.

 
Investidura de ministros da comunh�o eucar�stica
Na ocasi�o, Dom S�rgio investiu quatro pessoas que desejavam servir no minist�rio extraordin�rio da Comunh�o Eucar�stica. Na homilia, indagou-os sobre o desejo de Levar Jesus Eucar�stico aos Doentes, pediu o esp�rito Santo sobre eles, fez a ora��o de investidura e em seguida pediu para que vestissem as vestes de servi�o. Por fim, Dom S�rgio agradeceu a gratuidade com quem exercer�o esse minist�rio.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz